banpara LCI julho 2024


Memória de Santarém: Futebol poderoso e pobre

Lúcio Flávio Pinto - 08/12/2021

América Futebol Clube foi fundado no dia 13 de março de 1947 e foi campeão santareno em 1965 - Créditos: ICBS/Arquivo

Juarez Ávila observa, em 1952, que Santarém era “a única cidade do Baixo Amazonas que tem um verdadeiro futebol”. Além dos “poderosos esquadrões” do São Francisco, São Raimundo, América, Fluminense e Norte, havia muitos outros clubes menores, como Banguzinho, Flamenguinho e Juvenil.


No entanto, todos esses clubes dependiam, para sobreviver, “da dedicação de meia dúzia de abnegados”. A situação seria outra se, nos dias da partida, não se observasse uma cena comum: “uma onda alarmante de furões, geralmente pessoas de boa condição social, que se negam a pagar os ínfimos Cr$ 5,00 que correspondem ao bilhete de entrada”.


Juarez conclamava o santareno para cooperar com o esporte local, “não deixando de adquirir sua entrada quando for ao Estádio Municipal, porquanto com o aumento de renda, os clubes passarão a ter maior parcela na arrecadação e com isso eliminar-se-á o vergonhoso sistema de lista, que é utilizado para socorrer alguns clubes quando em situação angustiosa”.

 

 

LEIA TAMBÉM:

 

Memória de Santarém: A notícia da morte de Manelito

 

Memória de Santarém: Quando havia o alto-falante

 

Memória de Santarém: Congregação Mariana dos Moços

 

Memória de Santarém: Cidadãos de Santarém, 1963

 

Memória - Um amor em Santarém

 

Memória de Santarém: A imagem do populismo

 

Memória de Santarém: Os confederados: um marco no desenvolvimento do município

 

Memória de Santarém: velho Faria ; ex-prefeito Ismael Araújo, Raimundo Pinto; velho Figueira; matriarca dos Pereira

 

Memória de Santarém: Começo da Tecejuta

 

Memória de Santarém: A primeira prefeita

 

Memória de Santarém: 1948

 

Memória de Santarém: Primeiro jato militar 

 

Memória de Santarém: A Miss Brasil entre nós

 

Memória de Santarém: Nas asas da Panair

 

Memória de Santarém - Tecejuta

 

Memória de Santarém: O regresso de Sebastião Tapajós, há 31 anos

 

Memória de Santarém: Cléo Bernardo e Silvio Braga

 

Memória de Santarém - Meu avô Raimundo

 

Memória de Santarém: o direito de ser criança em cidades pequenas

 

Memória de Santarém: Os arigós raptavam crianças? Lenda urbana dos anos 50

 

Memória de Santarém: Documentos históricos de regularização fundiária são restaurados e digitalizados pela prefeitura




  • Imprimir
  • E-mail