Verão julho

Mineradora e ICMBio promovem ação em apoio a comunidades quilombolas e ribeirinhas atingidas pela seca no Oeste do Pará

Portal OESTADONET com informações da MRN - 03/11/2023

Desembarque de água potável destinada às comunidades de Oriximiná - Créditos: Divulgação/MRN

Mineração Rio do Norte (MRN) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) começaram, esta semana, uma importante ação humanitária que visa atender à população quilombola e ribeirinha atingida pela seca dos rios da região oeste do Pará.

 

LEIA TAMBÉM:

 

Pelo terceiro dia seguido, Santarém amanhece encoberta por fumaça; poluição é provocada por queimadas fora de áreas protegidas no Pará
 

Pescadores de 17 municípios da região oeste do Pará vão receber do Governo federal auxílio emergencial de R$ 2.640,00 por causa da seca
 

Mortes de peixes nos lagos e rios da região continuam sendo registradas em Santarém e Óbidos; vídeos
 

Nível do rio Tapajós já subiu 35 cm em 6 dias, mas 'repiquete' ainda pode ocorrer; rio Amazonas parou de vazar

 

A iniciativa conta com a parceria de diversas associações comunitárias, que têm sido fundamentais na mobilização dos comunitários, além do apoio de entidades e empresas, como a Coopbarcos, Pantoja Navegação e Mercantil Oliveira. O time de Voluntariado da MRN também mobilizou doações junto aos moradores do distrito de Porto Trombetas, arrecadando mais de 1600 litros de água, que serão distribuídos para a comunidade Lago do Ajudante.

 

Nesta última quinta-feira, 02, as equipes e voluntários se deslocaram até as comunidades do Abuí, Mãe Cué, Paraná do Abuí, Sagrado Coração de Jesus, Santo Antônio e Tapagem, que integram a Associação Mãe Domingas, para entregar cestas de alimentos e água potável para 356 famílias. A ação busca fortalecer a solidariedade entre as instituições parceiras e as comunidades locais, reforçando o compromisso com o bem-estar da população. Foram entregues cestas básicas e cerca de 40 litros de água por família da região.

 

O coordenador da Associação Mãe Domingas, Ari Carlos Printes, detalhou a situação em que as comunidades se encontram devido ao baixo nível dos rios da região. “A seca deixa um sofrimento muito grande. A escassez de água e a falta de alimentos são os principais problemas que as comunidades estão enfrentando. Com a falta de água potável, as pessoas ficam doentes e aumentam os problemas na saúde também”, explicou.

 

Segundo Printes, a ação humanitária chega em um momento crucial. “Fizemos uma solicitação à MRN devido à seca e essa ajuda será fundamental. Sempre que chamamos a empresa nas emergências, eles estão dispostos a nos ajudar”, completou.

 

Para a realização da ação, o ICMBio colocou à disposição a embarcação do instituto e combustível para apoio durante as atividades, e a MRN também está fornecendo o suporte logístico necessário para a execução das ações. O chefe substituto do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) ICMBio Trombetas, Misael Freitas, destacou a importância da iniciativa. “A seca histórica vivida neste ano de 2023 tem imposto diversas dificuldades às famílias que vivem na região do rio Trombetas. Após reunião com lideranças comunitárias, a equipe gestora do NGI ICMBio Trombetas contatou a MRN, a qual informou que também estava se mobilizando para apoiar as comunidades e concordou imediatamente com a possibilidade de parceria. Atuar em parceria nesses momentos de crise é uma das principais estratégias para se obter êxito nas ações pretendidas”, comentou.

 

Segundo Claudia Belchior, gerente de Relações Comunitárias e Responsabilidade Social Corporativa da MRN, a participação da empresa reforça o papel de atenção e cuidado com as pessoas da região. “Esta ação humanitária está acontecendo graças à formação de uma preciosa rede de colaboração e ao apoio das lideranças comunitárias presentes em toda a organização, desde o recebimento da demanda até a entrega dos insumos. Sabemos que a MRN tem um papel social importante no território e a nossa atuação, nesses momentos emergenciais, está totalmente alinhada com a nossa forma de agir”, declarou.

 

Mais solidariedade 

 

Também serão realizadas ações em outros territórios. Nesta sexta-feira, 03, serão levados mantimentos e água que beneficiarão comunidades que fazem parte da Associação das Comunidades das Glebas Trombetas e Sapucuá (ACOMTAGS). Serão destinadas cestas básicas e água potável às regiões dos Lagos Maria Pixi, Sapucuá 1 e Sapucuá 2, atendendo 1.217 famílias. A distribuição contará com o apoio da Defesa Civil de Oriximiná.

 

Emerson Carvalho, diretor administrativo da ACOMTAGS, destacou a parceria de mais de 20 anos com a MRN e que, mais uma vez, é reforçada em um momento crucial para as comunidades. “A gente fica muito feliz porque a MRN sempre manteve essa parceria com a gente e, hoje mais uma vez, a gente tem a demonstração dessa parceria e transparência. A nossa associação é muito forte, até porque conta com associados fortes, então isso diz muito sobre o porquê conseguimos avançar. Temos sido protagonistas, junto com a Mineração Rio do Norte, em uma parceria que já dura mais de 20 anos. Estamos demonstrando solidariedade porque estas pessoas estão precisando imensamente de apoio”, ressaltou.

 

No território quilombola do Alto Trombetas II, a empresa também disponibilizará água e cesta básica para 380 famílias, além das comunidades Bom Jesus e Vila Boa Esperança, ambas no Lago do Batata, onde 129 famílias serão beneficiadas.

 

Presença na região 

 

Além da atuação junto às comunidades de Oriximiná, a MRN também colaborou com outras localidades na região. O trabalho, que envolve a doação de cestas básicas e água potável, apoiou 592 famílias dos municípios de Terra Santa e Faro, em ação conjunta com a Defesa Civil desses municípios.

 




  • Imprimir
  • E-mail