pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Governo do Estado monitora situação dos municípios afetados pela estiagem na região; prefeitura de Santarém toma medidas emergenciais

Portal OESTADONET - 16/10/2023

Região de várzea do rio Amazonas, no município de Santarém. Outubro de 2023 - Créditos: Divulgação/PMS

Subiu para seis, o número de municípios da região do Baixo Amazonas que decretaram situação de emergência em razão da estiagem. A seca afeta diversas comunidades ribeirinhas que já começam a sofrer com a falta de água potável e comida. Nesta segunda-feira (16), a prefeitura de Aveiro publicou no Diário Oficial dos Municípios o seu decreto de emergência. 

 

E depois da seca?

 

 

 

 

Prefeito Nélio Aguiar realiza segunda visita técnica à região de várzea atingida por forte estiagem 

 

 

 

 

Além de Aveiro, decretaram situação de emergência, os municípios de Belterra, Juruti, Óbidos, Oriximiná e Santarém. Nos próximos dias, o município de Curuá deve adotara mesma medida. Com o decreto, as prefeituras podem receber ajuda tanto do governo estadual quanto do governo federal. Benefícios que devem ajudar a minimizar os danos e impactos nas localidades mais afetadas. 

 

Prefeito assina segundo decreto de situação de emergência e aponta áreas críticas por causa da seca em Santarém

 

 

 

 

Em Santarém, por exemplo, o prefeito Nélio Aguiar visitou a região de várzea para avaliar os prejuízos provocados pela estiagem no município, bem como definir as ações emergenciais indicadas pelos próprios comunitários. 

 

 

 

 

DNIT identifica sete trechos críticos para navegação na hidrovia entre Itaituba e Barcarena 

 

Na região de planalto, a seca afeta a produção da agricultura familiar e nas feiras, frutas e verduras estão em menor quantidade. Segundo o presidente da Associação dos Produtores Rurais de Santarém (Aprusan), José Sebastião,  a safra do final do ano está seriamente comprometido em razão das altas temperaturas e queimadas na vegetação.