pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Prefeito de Itaituba é chamado de ‘mentiroso’ e ‘covarde’ por grupo de garimpeiros e bolsonaristas; veja o vídeo

Portal OESTADONET - 18/02/2022


Por intermédio do deputado federal José Priante(MDB), o prefeito de Itaituba Valmir Climaco conseguiu uma audiência com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, na última terça-feira(15), quando pediu a suspensão das operações policiais e ambientais na região sudoeste do Pará, que fazem destruição de maquinários apreendidos no interior de reservas florestais e indígenas, em atividade ilegal de garimpagem, nos municípios de Itaituba e Jacareacanga. LEIA AQUI.

 

Até ontem, no final da tarde, não havia resposta sobre esse pedido,  o que motivou protestos de um grupo de garimpeiros e bolsonaristas que se misturaram ao público durante evento que contou com a presença do governador Helder Barbalho para vaiar o prefeito de Itaituba. Na manhã desta sexta-feira circulam mensagens em grupos de whatsapp informando que a operação Caribe Amazônico será suspensa ainda hoje.

 

 

LEIA TAMBÉM: 

 

Garimpeiros tentam impedir pouso de aeronaves das forças de segurança e são dispersados com bombas de efeito moral; vídeo

 

Garimpo e desmatamento sujaram água em Alter do Chão, conclui laudo da Polícia Federal

 

Prefeito de Itaituba pede à Casa Civil suspensão de operação no sudoeste do Pará; Climaco orienta donos de máquinas a não afrontar agentes do ICMBio e PF; ouça áudio

 

Tentativa de garimpeiros em salvar equipamentos incendiados põe à mostra cor barrenta de serventuário do rio Creporizão, afluente do Tapajós

 

Prefeito Valmir Climaco teme por prisão do secretário de meio ambiente de Itaituba; ouça o áudio

 

Operação da PF e Ibama destrói máquinas e equipamentos em garimpos ilegais; veja vídeo

 

Com gritos de 'fora!', 'fora!', 'fora!' ‘covarde’ e 'mentiroso!', o prefeito Valmir Climaco foi hostilizado por várias pessoas. Cercado por seguranças, o prefeito ouviu vaias da população que prestigiava o evento até o local onde estavam as autoridades e convidados. O policiamento foi reforçado para evitar algum ato mais violento contra Climaco. 

 

Em um outro vídeo, um suposto empresário chama o prefeito de mentiroso e diz que tem garimpeiro com equipamento sendo queimado no rio Tapajós. O homem afirma que não é bandido e desafia Valmir Climaco.

 

As manifestações contra o gestor ocorrem dois dias depois de ele afirmar que esteve em Brasília para tentar suspender as ações da Força Nacional de Segurança, que está na região combatendo à exploração ilegal de garimpos em áreas indígenas e de preservação ambiental. 

 

O prefeito Valmir Climaco tem sido defensor da legalização da exploração garimpeira em áreas de proteção ambiental e também em terras indígenas.

 




  • Imprimir
  • E-mail