Alfabetiza junho

Juiz nega pedido da defesa para anular perícia do caso da morte de Apolinário e marca audiência de Sandro para o dia 14 de abril

PORTAL OESTADONET - 25/02/2021

Sandro Carvalho está foragido - Créditos: Redes sociais

O juiz Gabriel Veloso de Araújo negou nesta quinta-feira(25) diversas manifestações da defesa de Sandro Corrêa de Carvalho, acusado pelo Ministério Público como o autor do disparo de arma de fogo que atingiu o artista plástico Manoel Apolinário, crime ocorrido no dia 15 de novembro de 2020, em Santarém, Oeste do Pará, provocando a morte da vítima, no dia primeiro de dezembro do ano passado. Sandro tem prisão preventiva decretada mantida pelo Tribunal de Justiça do Estado.


O magistrado rejeitou o pedido preliminar de nulidade do laudo pericial. Para a defesa a perícia foi realizada apenas de forma superficial. “Entendo que a argumentação da defesa não possui fundamentos fáticos e nem jurídicos, querendo afastar a veracidade das afirmações de um perito técnico devidamente compromissado, além disso, tudo foi realizado conforme o Código de Processo Penal e as atuais determinações sanitárias em virtude da Pandemia da Covid-19”, decidiu Gabriel Araújo.


O magistrado designou audiência de instrução e julgamento a ser realizada, via virtual, no dia 14.04.2021 as 09:00 horas. E observou que o acusado como está em lugar incerto e não sabido, apesar de ter constituído advogado, “deverá ser intimado por edital desta audiência e na abertura do ato, se mesmo assim não comparecer ser analisado por esse Juízo a decretação da sua revelia”.

 

A audiência ocorrerá de forma virtual através do Sistema Teams, adotado pelo TJPA, e as testemunhas de acusação e de defesa serão intimadas para comparecerem ao Fórum, na sala de audiências da 3ª Vara Criminal para ser inquiridas.
 




  • Imprimir
  • E-mail