banpara LCI julho 2024


Agente público lotado em uma corregedoria é suspeito de participação na morte dos ciganos

Portal OESTADONET - 03/01/2024

Perícia no veículo usado pelos criminosos - Créditos: Arquivo/Bena Santana

Um dos suspeitos de comandar o triplo homicídio e na dupla tentativa de homicídio que ocorreu em uma residência no bairro Caranazal, em Santarém, oeste do Pará, no último dia 28, foi preso na manhã desta quarta-feira (3), em Belém, pela Polícia Civil, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. De acordo com as investigações da polícia, três dos suspeitos envolvidos no crime são agentes públicos, sendo que um deles, cuja a identidade ainda não foi revelada, seria lotado em uma Corregedoria.

 

Soldado PM, lotado na ROTAM, preso em Belém, é o principal suspeito de comandar execução de ciganos em Santarém

 

Polícia Civil prende, em Belém, principal suspeito de executar ciganos em Santarém

 

Os agentes da Delegacia de Homicídios de Santarém, agiram de forma rápida e eficaz, e conseguiram chegar aos autores dos disparos através de uma investigação criteriosa que contou também com as imagens de monitoramento da residência. Após a identificação dos autores do crime, a PCPA teve apoio da Corregedoria da instituição a qual um dos investigados pertence, já que ele é um agente público", informou o delegado-geral Walter Resende.

 

As vítimas eram todos da mesma família oriunda do estado do Mato Grosso. Foram mortos pelos pistoleiros, Ernizon Neres da Silva, Josafá Neres de Azevedo e o adolescente Mateus Souza da Conceição, de 16 anos.

 

O nome do suspeito preso na capital do estado nesta manhã não foi informado pela polícia até o fechamento desta matéria. Assim que for informado, esse texto será atualizado.

 

A investigação foi realizada pela Delegacia de Homicídios de Santarém e contou com apoio de equipes da Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, do Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) do Baixo e Médio Amazonas.

 

Segundo a polícia, o suspeito preso em Belém foi identificado nas investigações como um dos autores dos disparos que mataram as três vítimas e deixaram outras duas gravemente feridas. As investigações que levaram ao paradeiro do suspeito se concentraram em imagens de câmeras de segurança de residência. 

 

O crime

 

Na manhã do último dia 28 de dezembro, cinco pessoas entraram em uma residência e realizaram vários disparos de arma de fogo, atingindo cinco pessoas. Devido a gravidade dos ferimentos, duas pessoas morreram ainda no local e uma terceira vítima veio a óbito no hospital do município. Outras duas pessoas estavam internadas em estado grave. As vítimas que vieram a óbito foram identificadas como: Ernizon Neres da Silva; Josafá Neres de Azevedo e; Mateus Souza da Conceição, de 16 anos.

 

Segundo as investigações, as cinco pessoas baleadas seriam ciganas e moravam, há um mês, na residência. As investigações apontaram que os criminosos utilizaram um veículo para dar apoio na fuga. Após as diligências investigativas e levantamentos no local, o carro foi localizado e periciado.

 

"A prisão de hoje é o resultado do investimento e do treinamento policial para uma investigação qualitativa. Poucos dias após o crime o principal suspeito foi preso e todos os envolvidos já foram identificados. Agora é questão de tempo para que eles também sejam localizados e a prisão efetivada", ressaltou o delegado Hennison Jacob, Diretor de Polícia do Interior.

 

*Esta matéria foi atualizada para corrigir a informação errônea sobre um dos investigados. O suspeito não pertence à Corregedoria da Policia Civil, não é lotado em Santarém, e nem é policial civil, como inicialmente foi informado, pelo que pedimos desculpas à instituição e aos leitores.




  • Imprimir
  • E-mail