banpara LCI julho 2024


Pesquisa avalia cenário e consequências do bullying em Santarém

Portal OESTADONET - 17/05/2024

Créditos: Imagem ilustrativa

 

Uma pesquisa de cunho social inédita sobre o bullying e os impactos na vida da população, realizada pela empresa Destak Publicidade e Marketing, apontou que 64% dos santarenos já foram vítimas de bullying. O levantamento foi realizado nos dias 13 e 14 deste mês, indicou que a escola é um dos locais onde mais ocorre esse tipo de violência e maus-tratos. Mas o ambiente escolar não é o local exclusivo dessa prática, segundo revelaram os resultados da pesquisa. 

 

O levantamento também apontou a necessidade de ações para garantir um ambiente mais seguro e inclusivo para todos, além de destacar que é preciso envolver toda a sociedade no combate a essa prática que causa traumas irreversíveis à vida das pessoas.

 

Foram entrevistadas 600 pessoas com idade entre 16 a 59 anos, de vários setores e segmentos da sociedade, em toda a extensão do município. Do total de pessoas ouvidas no levantamento 54% era do sexo masculino e 46% do sexo feminino.

 

A pesquisa mostrou que 75% dos entrevistados disseram saber o que é bullying. Já outros 11% disseram não saber e 14% já ouviram falar.


    
Segundo a pesquisa, 64% dos entrevistados disseram que já foram intimidados uma ou duas vezes por mês. 

 

Para 31% das pessoas, o isolamento é um dos sinais mais comum para identificar possíveis situações de bullying. Outras causas são a tristeza e irritabilidade com 26%, faltas frequentes por medo de ir à escola 17%, dificuldades de aprendizagem 16%, perda de apetite 7% e a insônia 3%.

 

Campanhas de conscientização nas escolas e com profissionais de educação podem ajudar a combater com maior eficácia essa prática. É o que pensam 13% dos entrevistados.

 

O levantamento é inédito em Santarém e tem como principal objetivo conscientizar a população para situações de violência causadas pelo bullying. Os dados visam ajudar a embasar campanhas e ações de prevenção à prática.

 

A pesquisa procurou identificar situações de violência e maus-tratos no ambiente escolar. A ênfase recaiu sobre o contexto em que tais situações acontecem, as motivações, os perfis dos praticantes e das vítimas, as consequências dessas situações para os envolvidos e sobre as ações dos estabelecimentos de ensino.




  • Imprimir
  • E-mail