Verão julho

PF apreende em Rurópolis madeira que pode ter sido extraída de terra indígena 

Ascom PF - 19/10/2023

Créditos: Divulgação/PF

A Polícia Federal apreendeu mais de 1000 metros cúbicos de madeira ilegal no município de Rurópolis, no oeste paraense, na quarta-feira(18). Foi durante  a operação Custódia, em conjunto com o Ibama e apoio do Icmbio e Funai, para combater o desmatamento ilegal na Floresta Amazônica.

 

Suspeita-se que a madeira tenha sido retirada da terra indígena Cachoeira Seca. A Polícia Federal investiga se ocorreram outros crimes na área, além do desmatamento ilegal. As investigações avançam em busca de localizar e punir os culpados pelo crime.  

 

Duas empresas foram autuadas por apresentar informações falsas em sistemas de controle ambiental, por depósito de resíduos a céu aberto e por ter madeira sem comprovação de origem. As multas aplicadas, somadas, ultrapassam R$ 12 milhões, além de decretarem o embargo do funcionamento das madeireiras até a regularização das atividades.

 

Uma parte da madeira apreendida foi doada para a Secretaria Municipal de educação de Altamira, a cerca de 350km de Rurópolis, e será destinada à construção de escolas rurais e nas reservas extrativistas da Terra do Meio. O restante poderá ser reaproveitado por outros órgãos da administração pública. 

 

A operação custódia ocorre no interior paraense há duas semanas,  nas terras indígenas Cachoeira Seca e Arara, para combater a extração e receptação de madeira ilegal, a poluição e fraudes no sistema de controle da matéria prima florestal e a pesca ilegal.




  • Imprimir
  • E-mail