pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

TCM julga representação do MP sobre pedido de abertura de crédito pela Prefeitura de Monte Alegre para contratar serviços advocatícios

Portal OESTADONET - 12/09/2023

Créditos: Imagem ilustrativa

O Pleno do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCMPA), analisa nesta terça-feira (12), uma representação encaminhada pelo Ministério Público do Estado (MPPA), que trata da lei que autorizou a Prefeitura de Monte Alegre, no oeste do Pará, a abrir crédito especial no orçamento do município para o exercício financeiro de 2022 para contratação de serviços advocatícios. 

 

A Lei nº 5.298/2022, de 08 de novembro de 2022, foi aprovada pela Câmara Municipal e sancionada pelo prefeito de Monte Alegre, Matheus Almeida dos Santos. A notícia de fato instaurada pelo MP, não constatou vício formal na criação da lei, contudo, considerado a abertura de crédito especial no alto valor de R$ 1.500.000,00 é indispensável que a Prefeitura esclareça como planeja utilizar o montante. 

 

O MP reforça no relatório encaminhado ao TCM que a solicitação de tais esclarecimentos se justifica ainda mais com base nas informações prestadas pela Procuradoria Jurídica, por meio do Ofício nº 12/2022, no qual informa que o município de Monte Alegre conta apenas com cinco procuradores que possuem remuneração bruta de R$ 6.124,03, e um contrato de prestação de serviços de consultoria jurídica no valor global de R$ 84.000,00, que somados representam o valor anual de pouco mais de R$ 450.000,00.

 

“Logo, o valor total do crédito adicional especial representa um aumento significativo nas despesas relacionadas a serviços advocatícios/jurídicos”, aponta o relatório do MP, que está sob a análise do conselheiro Daniel Lavareda. 

 

A Promotoria de Justiça de Monte Alegre requer apuração pela Corte de Contas de todo o alegado no relatório do MP sobre a abertura de crédito pela Prefeitura.




  • Imprimir
  • E-mail