Alfabetiza junho

Marinha envia equipe de buscas para local de acidente entre pequena embarcação e balsa, em Prainha(PA)

Portal OESTADONET - 24/08/2023

Pequena parte do barco que foi ao fundo, em acidente provocado por um empurrador, até o momento não identificado - Créditos: Redes sociais

Uma equipe da Capitania dos Portos de Santarém, no oeste do Pará, já foi deslocada para ajudar nas buscas das três vítimas do acidente entre uma pequena embarcação e uma balsa na comunidade São Sebastião, rio Purus, município de Prainha, ocorrido na madrugada desta quinta-feira (24). Entre as vítimas está uma criança de apenas 1 ano e cinco meses. Duas pessoas conseguiram se salvar. 

 

A Capitania dos Portos irá instaurar um Inquérito Administrativo sobre Acidentes e Fatos da Navegação (IAFN), para apurar as causas da colisão entre as duas embarcações. A informação é do capitão de Fragata Oziel Marçal de Aguiar, procurado pelo Portal OESTADONET.

 

 


Capitão de Fragata Oziel Marçal de Aguiar

 

 

Segundo informações de testemunhas, a balsa que faz parte de um comboio que transportava soja, atingiu a popa da embarcação ‘Fruto do Trabalho’, que transportava cinco pessoas, entre três tripulantes, uma mulher e uma criança, fazendo com que o barco fosse a pique. 

 

O impacto foi tão violento que destruiu praticamente toda a estrutura de madeira do pequeno barco, arremessando os ocupantes dentro do rio Purus. Rai Cardoso Batista e Karina Santos Batista foram as únicas pessoas que conseguiram se salvar. 

 

A criança Gael Santos, de um ano e cinco meses e mais Anderson Nunes de Araújo e outra pessoa identificada apenas por Eliezio seguem desaparecidos. 

 

Além de homens da Marinha, o Corpo de Bombeiros também deslocou uma equipe para ajudar nas buscas.

 

Após a instauração do IAFN, o inquérito tem prazo de 90 dias para ser concluído.

 

Esta matéria foi atualizada às 21h00 para retirada da imagem de um empurrador com barcaça, que os ribeirinhos informaram que poderia ser a embarcação envolvida no acidente, de madrugada. A imagem, já retirada do site, foi captada na manhã desta quinta-feira e não no momento da colisão. A legenda da foto não citou que o comboio era da Hidrovias Brasil. Mas através de email enviado à redação, a empresa Hidrovias do Brasil solicitou a retirada da imagem, alegando que nenhuma embarcação ou comboio da companhia se envolveu em acidente no rio Amazonas.

 




  • Imprimir
  • E-mail