pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Helder tornará educação ambiental disciplina obrigatória nas escolas estaduais do Pará

Mônica Bergamo/Folha de São Paulo - 05/06/2023

Helder Barbalho (MDB) durante evento de campanha de governadores com Lula (PT) - Créditos: Mathilde Missioneiro-5.out.2022/Folhapress

O Governo do Pará tornará obrigatório para toda a rede estadual de ensino a disciplina de educação ambiental. A medida será anunciada nesta segunda (5) pelo governador do estado, Helder Barbalho (MDB).

 

"Tenho convicção de que é uma política fundamental para o estado do Pará promover a preservação e a coexistência ambiental por meio da educação, principal agente de transformação da sociedade'', diz Barbalho.

 

Segundo o governo, 550 mil estudantes das escolas estaduais serão atendidos pela iniciativa, que será desenvolvida em uma aula semanal. Pouco mais de 1 milhão de alunos das redes municipais também poderão contar com atividades sobre o tema caso as escolas façam a adesão ao projeto.

 

"Estamos em cima da maior área verde ainda existente no planeta. Precisa ser uma vocação de todos desta região o desenvolvimento sustentável. E essa mudança só pode acontecer pelo processo de educação dos nossos estudantes, formando a consciência do seu papel sobre o seu meio ambiente social e natural", afirma o secretário de Educação do Pará, Rossieli Soares.

 

O anúncio da medida seria realizado na manhã desta segunda (5), em Belém. Estava programada a participação do ministro da Educação, Camilo Santana, no evento.

 

A capital do Pará sediará em 2025 a conferência do clima da ONU (Organização das Nações Unidas), a COP30. A iniciativa de inserir o tema do meio ambiente como disciplina obrigatória nas escolas faz parte de um projeto maior que envolve outras ações do estado para a proteção da Amazônia, idealizadas pela Secretaria estadual de Educação.

 

Uma dessas propostas é a formação de uma rede global de jovens líderes pela proteção e sustentabilidade da Floresta Amazônica. No ano que vem, será realizado na região do Marajó e nos municípios de Belém e Santarém o Encontro Global de Jovens e Meio Ambiente "Reflorestando Mentes", que promoverá um intercâmbio entre estudantes dos anos finais do ensino médio de 50 países e da rede pública estadual do Pará.

 

Outra medida é premiar os 15 melhores projetos educacionais das redes estadual e municipal de ensino de meio ambiente e práticas para a sustentabilidade social e econômica na região Amazônica.

 

O governo também prevê aporte de recursos para que as escolas estaduais desenvolvam propostas sustentáveis, como implantação de hortas e jardins nas unidades, projetos para captação de água da chuva, estruturação de coleta seletiva e do descarte consciente de resíduos, entre outros.

 

Também será criado um Centro de Inovação e Sustentabilidade da Educação Básica (Ciseb) nas 12 regiões administrativas do Pará. A ideia é que o local funcione como um um espaço de integração entre o meio ambiente e diferentes tecnologias.

 

com BIANKA VIEIRA, KARINA MATIAS e MANOELLA SMITH




  • Imprimir
  • E-mail