pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Aeronaves do Graesp ajudam no combate às queimadas em Jacareacanga

Portal OESTADONET - 08/09/2022

Nuvem de fumaça encobre Jacareacanga há uma semana - Créditos: Anderson Pantoja

O município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará, continua enfrentando problemas com a fumaça causada pelas queimadas. Nos últimos dias, a cidade tem ficado com o céu parcialmente encoberto por fumaça, conforme mostrou na última segunda-feira (5), o Portal OESTADONET. O fogo, em alguns pontos de área de floresta, está descontrolado. 

 

Para ajudar a combater as chamas que ameaçam uma unidade de conservação do município, o Corpo de Bombeiros está utilizando helicópteros do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp).

 

A Rede Pro-Unidade de Conservação, uma ong que atua na preservação da unidade, está acompanhando o trabalho dos combatentes e diz que as chamas já destruíram mais de seis mil hectares. 

 

As aeronaves do Graesp buscam água nos rios da região e depois despejam sobre os focos de incêndio. Porém, é um trabalho que exige cuidado e tempo. Na quarta-feira (7), por exemplo, foram cerca de 70 lançamentos.

 

A fumaça da queimada em Jacareacanga avançou para outros municípios da região e até outros estados, segundo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O órgão divulgou imagem do satélite geoestacionário Goes-16, que mostrava a fumaça atingindo o Acre, Amazonas, Rondônia, Roraima, Mato Grosso e Pará.

 

A área atingida pelas queimadas em Jacareacanga equivale a 15% do total da unidade de conservação. Mais de 100 bombeiros atual no combate às queimadas na região, segundo informou a Secretaria de Estado de Meio Ambiente.

 

Paralelo ao trabalho de combate ao incêndio, a Delegacia de Conflitos Agrários de Santarém investiga o caso, pois há informações de que o fogo teria sido causado de forma criminosa.

 

A região é alvo constante de garimpos ilegais.




  • Imprimir
  • E-mail