Alfabetiza junho

Mangueiras e castanholas que ameaçam desabar são retiradas da lateral de praça para construção de camelódromo

Portal OESTADONET - 04/01/2022

Árvores que ameaçavam desabar na lateral da praça Rodrigues dos Santos - Créditos: Girleno Alves. 04.01.2022

A secretaria de agricultura do município de Santarém começou nesta terça-feira(4) a retirar parte das árvores que circundam a praça Rodrigues dos Santos. São três castanholas e cinco mangueiras de grande porte que foram plantadas no limite do calçadão do logradouro. Com raízes expostas e com sustentação precária, essas espécies florestais apresentam risco iminente de queda, principalmente, em período de intensa chuva.

 

Nessa área, a prefeitura de Santarém vai construir instalações individuais para abrigar os vendedores ambulantes que hoje ocupam a praça da Matriz e seu prolongamento em direção ao Mercado Modelo. Veja a imagem abaixo.

 

 

Essa ação faz parte do projeto de construção do primeiro camelódromo de Santarém, também chamado de Novo Shopping Popular. Orçada em R$1.069.626,12 e com a previsão de ser concluída em oito meses, a obra vai atender a um desejo antigo dos vendedores ambulantes, que sempre trabalharam na Praça da Matriz e em outros pontos da área comercial, mas reivindicavam um espaço apropriada para abrigar esses trabalhadores. 

 

A empresa responsável pela obra é a Sollos Construtora Ltda., que vai montar a estrutura do novo shopping popular em uma área de 521,75m². 

 

O projeto de reurbanização da Praça vai transformar o espaço num local de comércio popular com barracas padronizadas. Serão construídos 100 boxes, que serão instalados na parte lateral da praça pela rua 24 de Outubro, fazendo frente com uma das laterais dos mercados municipais. 

 

Os boxes serão construídos todos em alvenaria medindo, cada um, 4,80m², com porta de rolo, telhado em cerâmica e forro PVC.

 

Para os ambulantes, o sonho antigo começa a se tornar realidade com o início dos trabalhos. José Carlos Ribeiro, representante da categoria, ressaltou que durante os últimos 20 anos, os camelôs trabalharam de forma precária, mas agora terão um lugar apropriado para trabalhar.


O setor produtivo do município, que inclui representantes da Associação Empresarial e Comercial de Santarém (Aces), Conselho da Mulher Empresária (CME), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), sempre apoiaram a iniciativa de construção do camelódromo e a qualificação dos ambulantes para o fomento da atividade comercial e turística dos logradouros públicos como a Praça Rodrigues dos Santarém. 

 

Em relação às arvores, a retirada de parte delas se faz necessário até para evitar algum incidente já que muitas estão com a estrutura fragilizada. Uma dessas árvores inclusive chegou a tombar e causar danos em carros e motos que estavam estacionados no local. Por sorte não havia ninguém no local neste dia. 

 

O medo de quem trabalha, mora ou simplesmente transita por ali é grande, uma vez que muitas árvores estão fragilizadas e correm risco iminente de caírem também.

 

E nos períodos de chuva, os riscos de tombamento desse tipo de árvores são ainda maiores.




  • Imprimir
  • E-mail