Camarão no pão
Cartas na mesa

Nivel do rio Tapajos se mantém 40 cm acima da cota de alerta há três dias

Weldon Luciano - 15/05/2019

Desde segunda-feira( 13) a medição do Rio Tapajós atingiu 7,50 metros. Segundo dados fornecidos pela Capitania Fluvial e pela Defesa Civil, a marca é 2 centímetros menor do que a registrada na semana passada. Apesar do nível ainda permanecer 40 centímetros acima da cota de alerta, estabelecida em 7,10 metros, o recuo dá indícios ao chamado repiquete.

 

Ainda segundo o relatório divulgado pela Defesa Civil, o registro de três dias seguidos aponta que o rio está 66 centímetros acima do que foi registrado no mesmo período em 2018 e 76 centímetros abaixo de 2009.  Pontos da Avenida Tapajós permanecem inundados e bombas de sucção ainda estão em atividade para escoar a água empoçada na galerias do cais de arrimo.  

 

O repiquete é a chamada oscilação do nível fluvial devida às camadas d'água que enchem o rio. Esse estágio antecede o fim do período de cheia na bacia amazônica. Em seguida, nas próximas semanas o nível do rio inicia o processo de esvaziamento que torna-se continuo durante todo o período de seca.

 

A mediação é feita diariamente de acordo com uma régua que atende aos critérios técnicos da Agência Nacional de Águas (ANA) e a análise auxilia na tomada de decisões, a fim de orientar os navegantes quanto às precauções de segurança na navegação. Afluente da margem direita do Rio Amazonas, o rio Tapajós tem sua cabeceira localizada no estado do Mato Grosso, na confluência entre os rios Teles Pires e Juruena. 


  • Imprimir
  • E-mail