Alcoa Juruti
El Mexicano 2
churrascaria interno

Valor arrecadado com IPTU só paga dois meses de coleta de lixo, diz prefeito de Santarém

Weldon Luciano - 05/04/2019

A arrecadação parcial do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) obtidos na 1ª cota, que venceu em 29 de março, aponta uma arrecadação de R$ 2,8 milhões em Santarém. A informação foi confirmada pelo prefeito Nélio Aguiar durante entrevista concedida ao radialista Sinval Ferreira. A meta para 2019 é arrecadar algo em torno de R$ 10 milhões. De acordo com o prefeito, o valor arrecadado até o momento ainda não é suficiente para atender a diversas demandas do município.

 

“Temos a parcial da arrecadação da 1ª cota do IPTU até 29 de março. De IPTU arrecadamos R$ 2,8 milhões.  Gastamos com coleta de lixo cerca de 800 mil reais por mês, em uma média de recolhimento de 170 toneladas de lixo por dia. Para se ter uma ideia, o que foi recolhido de IPTU até agora não dá para pagar 2 meses de coleta de lixo”, esclarece o prefeito.

 

Durante a entrevista, Nélio citou também outras demandas onde o dinheiro arrecadado pode ser investido, entre eles, a pavimentação asfáltica. Segundo o prefeito, o preço médio de 1 km de asfalto custa R$ 1,2 milhão.

 

Atualmente, Santarém possui 700 km de rua e apenas 220 km tem asfalto. Para concluir o projeto de asfaltamento em toda a cidade, seriam necessários aproximadamente R$ 600 milhões.

 

Inadimplência


 
Segundo dados da Secretaria Municipal de Gestão Orçamento e Finanças (Semgof) de 2018 dos 84.758, 20 % deles estão isentos, que correspondem a primeira faixa de valor venal de até R$ 15 mil. Dos 80% que deveriam contribuir com o município, apenas 41,31% realiza o pagamento e a inadimplência chega a 58,69%.  A zona leste lidera o ranking de inadimplentes com 66,11% dos imóveis, seguido pela zona sul com 64,55%, zona oeste com 63,38%, zona central com 59,52% e zona norte com 56,50%.

 

Formas de pagamento


 
Com o vencimento da 1ª cota única que concedia 15% de desconto à vista no dia 29 de março, os contribuintes ainda tem a 2ª cota única, que concede 10% de desconto para pagamentos à vista até o dia 30 de abril. Há também a possibilidade de parcelamento em até 10 vezes, sem desconto.


  • Imprimir
  • E-mail