Dengue
Vox interno
churrascaria interno

Demora em recomposição de asfalto de ruas beneficiadas com esgotamento sanitário irrita comerciantes e motoristas

Weldon Luciano - 20/02/2019

Trecho da travessa Senadoos, no centro de Santarém -

As obras de esgotamento sanitário seguem sendo executadas no centro comercial de Santarém, oeste do Pará. Além do transtorno que toda obra sempre causa, o que tem incomodado moradores, pedestres, motoristas e comerciantes da área é a demora em recompor a cobertura asfáltica nas áreas que onde os serviços já foram concluídos.

 

Muitos reclamam que apesar de tapados, os buracos apresentam grande desnível entre a camada de asfalto e a camada de concreto que tapou as escavações por onde foram colocadas as tubulações. O fato causa prejuízo nos carros e incomodam os clientes que estão deixando de ir nas lojas próximas das obras. O Portal OESTADONET entrou em contato com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) e aguarda um posicionamento da pasta sobre a situação relatada.

 

Segundo apurou a reportagem as obras na Travessa Senador Lemos, no trecho que vai da Avenida Rui Barbosa até a Avenida Tapajós, já enceraram há três semanas, mas até o momento o asfalto não foi recuperado. Atualmente, as obras estão sendo executadas na Travessa Padre João entre a Rua Silvério Sirotheau e a Avenida Tapajós. A rotina extensa de máquinas, trabalhadores, muito barulho e poeira preocupam os comerciantes que considera que as obras demoram demais e prejudicam o faturamento. 

 

Os serviços de esgotamento sanitário fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC II), que contempla os bairros da Aldeia, Santa Clara, Aparecida, Santíssimo e Centro. A Prefeitura de Santarém, por meio da Seminfra alegou já foram executados representa algo em torno de 80% do serviço.

 
 
Resposta da Seminfra:
 
"O serviço de esgotamento sanitário faz parte do PAC 2 coordenado pela Seminfra, contrato nº 350.963-47, sob a responsabilidade da empresa Carmona Cabrera, nas quais constam: construção do coletor tronco, ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), construção da Estação Elevatória de Esgoto (EEE), construção da Linha de requalque por gravidade, ligações de rede de esgoto e 225 metros de orla, incluindo drenagem e urbanização. A obra contempla os bairros da Aldeia, Santa Clara, Aparecida, Santíssimo e Centro.
 
A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), já executou 80,16% das obras de esgotamento sanitário na cidade. Mais de 3.900 ligações de rede foram realizadas. A secretaria informa que está previsto para chegar material para massa asfáltica na próxima semana e assim iniciar a recuperação asfáltica dos locais que receberam as ligações de rede."


  • Imprimir
  • E-mail