Dengue
Vox interno
churrascaria interno

Empresa habilitada em licitação de ônibus propõe tarifa de R$ 3,40 para executar serviço

Weldon Luciano - 07/01/2019

Sessão desta segunda-feira do processo licitatório para contratação de empresa que vai operar sistema de transporte coletivo em Santarém -

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), dando continuidade dos procedimentos relativos à licitação dos ônibus em Santarém, realizou a sessão de abertura de envelopes referente a proposta técnica de passagem. A empresa Resende e Batista Ltda, única habilitada no processo, propôs que a tarifa seja fixada em R$ 3,40. Segundo o edital, este valor será único praticado em linhas urbanas e rurais.

 

Segundo apurou a reportagem, a proposta é considerada como o menor valor a ser praticado, já que os estudos apontavam que seria necessário uma tarifa entre R$ 3,40 e R$3,78 para considerar o serviço como viável. Atualmente, a passagem de ônibus em vigor desde junho. O valor foi estipulado de acordo com o plano de trabalho estabelecido no certame. A proposta dev passar por aprovação do Conselho Municipal de Trânsito e em seguida, ser sancionado pelo prefeito Nélio Aguiar.

 

De acordo com o presidente da Comissão de Licitações, Roberto Lavor, a empresa deve entrar com 100 ônibus para atender as linhas que interligam os bairros, com a condição de que 50 deles sejam novos e os outros 50 sejam seminovos, garantindo conforto e segurança aos usuários. “É uma empresa local e apresenta documentação necessária para a nova proposta de trabalho. A empresa tem o prazo de 180 dias para fazer as adequações que atendem os critérios estabelecidos. Acreditamos que a empresa esteja pronta para disponibilizar a frota necessária, caso contrário, serão aplicadas as multas contratuais que são consideradas pesadas”, destacou.

  

A Resende e Batista foi criada em 2010, com o nome de fantasia de “Monte Cristo Transporte”, com sede em Santarém, no bairro Aeroporto Velho e possui dois proprietários:  Moisés Bendahan Sarraf Resende (sócio administrador) e João Batista da Silva, (sócio). O capital social seria de R$ 3,5 milhões.


  • Imprimir
  • E-mail