Violência interno
Pro refis

De 12 inscritos para as 17 vagas deixadas por médicos cubanos em Santarém, dois se recusaram trabalhar na zona rural e desistiram

Portal OESTADONET - 26/11/2018

Dois médicos brasileiros inscritos no programa Mais Médicos para atuar em Santarém, no Oeste do Pará, desistiram de substituir profissionais cubanos nas comunidades de Vila Socorro e Vila Curuai, localizadas no interior do município.

A informação foi apurada pela reportagem do Portal OESTADONET, nesta segunda-feira (26).

Até a última sexta-feira (23), doze médicos brasileiros haviam aderido ao programa Mais Médicos para atuação em Santarém.

Mas na manha desta segunda-feira, ao tomarem conhecimento de suas lotações, para a zona rural de Santarém, desistiram das vagas.

É provável que outros profissionais inscritos ou que ainda benham se inscrever ate o dia 7 de dezembro, também demonstrem interesse em apenas atuar na zona urbana do município.

Segundo o site do jornal O Liberal, até a manhã desta segunda-feira (26) apenas 215 médicos sinalizaram disposição de vir para o Pará no novo Edital do Programa Mais Médicos, lançado no último dia 19 de novembro pelo Ministério da Saúde. Destes, apenas quatro se disponibilizaram a trabalhar nos quatro Distritos Sanitários Especiais Indígenas (Dseis) do estado, hoje atendidos em sua quase totalidade (99.9%) por médicos cubanos. 


  • Imprimir
  • E-mail