Violência interno
Pro refis

Santarém passa a contar com 73 postos de combustíveis autorizados pela ANP até 2019

Weldon Luciano - 19/11/2018

Atualmente são 35 postos de combustíveis autorizados; ANP licenciou mais 38 -

Em Santarém, oeste do Pará, 35 novos postos estão autorizados a entrar em funcionamento até 2019. É o que aponta um estudo feito pelo Centro de Estudos Avançados da Amazônia (Ceama), com base em dados fornecidos pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), que já indicava a presença de outros 38 que já estão ativos atualmente, resultando em um total de 73 postos de gasolina. De acordo com o economista José de Lima, isso pode trazer impactos para a economia local, baixando o preço do combustível vendido na cidade.

“Isso pode trazer uma redução no preço do combustível. Se você aumenta o número de revendedores, você aumenta a oferta e isso faz com que o consumidor passe a ter uma concorrência perfeita. O consumidor passa a escolher melhor aonde vai abastecer e em consequência disto o preço vai ser jogado para baixo. Na concorrência perfeita, quem determina o preço não é mais o revendedor e sim o consumidor”, ressalta o economista.  

O aumento de postos de combustíveis vem para atender também o aumento da rota de veículos que vem crescendo a cada ano. Atualmente, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), já são mais de 102 mil veículos circulando pela cidade, para uma população estimada de 302.667 habitantes.

“É necessário que se tenha essa quantidade maior de postos para evitar filas e transtornos no abastecimento. É preciso que se tenham alternativas para os motoristas e que eles possam abastecer de maneira mais cômoda a um preço mais justo. O setor tende a ganhar também com gerando renda, impulsionando e diversificando a economia loca”, conclui Lima. 


  • Imprimir
  • E-mail