Violência interno
Pro refis

Após 2 meses em obras, Catedral de Santarém deve ser reaberta ao público no dia 21 de novembro

Weldon Luciano - 14/11/2018

A Diocese de Santarém, oeste do Pará, confirmou nesta terça-feira, 13 de novembro, que a Catedral deve ser reaberta ao público na quarta-feira, 21 de novembro. O espaço vem passando por obras de revitalização desde agosto e deveriam ter sido entregues ainda no mês de outubro, mas o cronograma sofreu um atraso e o local só deve receber visitação apenas quatro dias antes da realização do Círio 100. A coordenação garante que as celebrações do período da festa da padroeira devem ocorrer já no espaço revitalizado.

Orçada em R$ 500 mil, a revitalização iniciou em agosto e faz parte do planejamento da Diocese para o centenário do Círio da Conceição. O recurso foi arrecadado por meio de doações de famílias e empresas. A chamada nave, local aonde acontecem as celebrações vem recebendo melhorias. O forro foi todo trocado e as centrais de climatização também. Parte das paredes recebeu revestimento cerâmico.

 

Para dar fim as infiltrações, em diversos pontos, o reboco das paredes foi refeito e as calhas foram substituídas. As pias que servem água benta aos fieis que foram inseridas nas laterais do altar na reforma de 1986-1987 devem retornar à porta de entrada aonde ficavam em tempos mais remotos.  Enquanto a obra esteve em andamento casamentos e batizados estiveram suspensos. As missas foram realizadas no estacionamento, aonde foi montada uma pequena estrutura para receber os fiéis.

 

A catedral é o prédio mais antigo de Santarém. Sua construção iniciou-se em 1761, na Praça Monsenhor José Gregório, cem anos após a construção da primeira capela da cidade erguida pelo Padre João Felipe Bettendorff, fundador da cidade. A inauguração deu-se em 08 de dezembro de 1819.


  • Imprimir
  • E-mail