Não a Violencia
Conecta

Quem perdeu titulo eleitoral pode usar aplicativo do TSE no celular para votar

Weldon Luciano - 13/09/2018

Márcio Mendonça, chefe do cartório eleitoral de Santarém -

O aplicativo e-Título, da Justiça Eleitoral, que possibilita aos eleitores acessarem uma via digital do título de eleitor por meio do smartphone ou tablet, já contabilizou mais de 3 milhões de usuários downloads. Só aqui no estado do Pará, foram registrados 133.963 downloads da ferramenta, sendo o sétimo no ranking geral. Um número que só tende a crescer diante do cenário de recadastramento biométrico e digitalização dos dados do eleitor.

A versão eletrônica do documento passou a ser adotada, em dezembro de 2017. O ‘e-Título’ é um documento pelo smartphone com a mesma validade legal daquele em papel-moeda, que continua valendo. Para gerar o e-Título é preciso baixar o aplicativo e preencher os dados pessoais como registrados no Cadastro Eleitoral. Ele informa o endereço do local de votação georreferenciado e fornece informações sobre a situação do eleitor. E, claro, é documento válido de identificação na hora de votar. Ele é uma alternativa viável para aqueles que perderam a via física do documento.

De acordo com o último levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em maio de 2018, São Paulo foi o estado com o maior número de e-Títulos baixados: 849.902. Em seguida, vêm os estados da Bahia, que registrou 228.576 downloads do documento, e do Rio de Janeiro, com 222.771 baixados.

“É uma satisfação imensa para gente que trabalha com a justiça eleitoral do Pará que o estado ganhe este destaque, que é positivo. A equipe do Tribunal Regional do Pará (TRE) é referência na questão de sistemas que foram criados e que estão sendo usados por outros tribunais eleitorais em outros estados, recebendo inclusive um selo diamante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pela relevância dos serviços prestados”, relata Márcio Mendonça, chefe da 20 ª Zona Eleitoral.  

“O eleitor que perdeu o título a gente orienta que ele venha a central de atendimento do eleitor o quanto antes para solicitar a segunda via do documento. Qualquer eleitor que tenha o sistema android ou outro tipo de aparelho como os da Apple pode baixar o aplicativo e instalar no seu telefone, sendo uma opção a mais. Santarém passou por uma revisão biométrica e o eleitor pode verificar que existe a possibilidade de votar apresentando somente aparelho celular e o aplicativo mostra até mesmo a foto deste eleitor”, destaca Márcio Mendonça.

A medida que a tecnologia avança, a tendência entre os órgãos é diminuir a burocracia. O cadastro eleitoral é uma base de dados muito ampla, aonde constam várias informações referentes ao eleitor e o aplicativo e-título será uma ferramenta para desafogar também o funcionalismo dos cartórios eleitorais, disponibilizando também certidão de quitação, informações sobre locais de votação e outras situações em tempo real. Se por ventura ocorrer a necessidade de realocar eleitores de determinado local de votação para outro, o que pode acontecer durante a votação, o eleitor acompanha essa movimentação.

Para aqueles que não tem acesso a este tipo de tecnologia, resta a possibilidade de apresentar o título junto com um documento de identificação com foto. Só com o título, ele não vai poder votar.


  • Imprimir
  • E-mail