banpara LCI julho 2024
Verão julho

Concurso Unificado terá a prova em 18 de agosto e resultado será divulgado em 21 de novembro

Portal OESTADONET - 04/07/2024

 

 

A ministra da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, anunciou nesta quinta-feira (4/7) o novo cronograma oficial para o Concurso Público Nacional Unificado (CNPU). Originalmente prevista para 5 de maio, a data das provas foi adiada para 18 de agosto em função das enchentes que afetaram o Rio Grande do Sul. De acordo com as informações atualizadas, o resultado do "Enem dos Concursos" será divulgado em 21 de novembro. No dia seguinte terá início a convocação de aprovados e classificados. A posse está prevista para janeiro de 2025.

 

A previsão é de que o novo edital seja publicado ainda nesta quinta-feira. “Ele garante que a prova será no dia 18 de agosto, mesmo que aconteça algo numa proporção do que aconteceu no Rio Grande do Sul, sem prejudicar, obviamente, quem for afetado”, explicou a ministra. A seleção reúne mais de 2,1 milhões de candidatos e oferece 6.640 vagas em 21 órgãos federais. O gabarito preliminar será divulgado em 20 de agosto.

 

EXCEPCIONALIDADE - Uma das mudanças significativas do novo edital prevê que, em caso de outro evento “excepcional, imprevisível e de grandes proporções”, será possível a realização de uma prova extraordinária para as pessoas prejudicadas, desde que o número de afetados corresponda ao menos a 0,5% dos inscritos. “A gente vai manter a proporção candidato-vaga de cada bloco e haverá um edital novo, específico, para essa nova prova, exclusiva para as pessoas do local atingido, além de serem mantidas as cotas previstas em lei”, explica a ministra. 

 

DEVOLUÇÃO - O novo edital prevê que aqueles que fizeram a inscrição para a prova no dia 5 de maio, mas não puderem comparecer no dia 18 de agosto, poderão pedir a devolução da taxa e o cancelamento da inscrição entre 5 e 7 de julho, pelo mesmo sistema da inscrição.

 

ALTERAÇÃO - As 2,1 mil pessoas que têm residência no Rio Grande do Sul e que fariam a prova em outro estado, ou os candidatos que são de outro estado e fariam a prova no Rio Grande do Sul, podem pedir alteração da cidade de realização de prova no período de 5 a 7 de julho.

 

SEGURANÇA - O adiamento do CNPU exigiu uma logística reversa: foram recolhidos todos os 18.757 malotes de prova e levados para um local seguro, depois de terem sido checados, um a um, por uma equipe de segurança, confirmando que todos estavam intactos. A rede de segurança coordenada pelo MGI durante todo o processo até a aplicação da prova conta com participação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp/MJSP), Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Força Nacional (FN), Secretarias de Segurança Pública Estaduais, além da Fundação Cesgranrio e dos Correios.  

 

VISITAS - A ministra Esther Dweck reforçou que todas as cidades do Rio Grande do Sul foram visitadas pela equipe de logística para garantir que há condições de aplicações das provas.




  • Imprimir
  • E-mail