banpara LCI julho 2024


Governo do Estado lança aplicativo para prevenir prática de furtos e roubos de celulares

Agência Pará - 14/06/2024

Créditos: Divulgação/Agência Pará

 

 

A nova ferramenta de segurança pública, o IMEIGuard, já em funcionamento e vai agilizar a consulta sobre o status de um aparelho celular durante as ações policiais e rondas, potencializando as ações preventivas e coibindo a prática de roubos e furtos de aparelhos celulares no Pará.

 

A nova ferramenta tecnológica, desenvolvida pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), tem o principal objetivo de auxiliar as forças de segurança pública, potencializando as ações preventivas com o uso da tecnologia, a fim de, agilizar o processo de identificação, busca, localização, recuperação e devolução de celulares furtados ou roubados no Pará, coibindo assim a prática dos crimes.

 

O lançamento oficial foi realizado pelo Governador do Pará, Helder Barbalho, no Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, instalado no Estacionamento do Mangueirão.

 

"Estamos aqui no Parárraiá lançando mais uma ferramenta de tecnologia em favor da segurança pública. É o IMEIGuard, onde nós estamos com um aplicativo para a leitura dos IMEIS de todos os aparelhos de celular para verificar a origem e a atual situação. Em caso do aparelho ter sido furtado, imediatamente já leva para o sistema da Polícia Militar e Civil para que nós possamos fazer a identificação do real dono e fazer a devolução do equipamento para proprietário. Isso é mais uma iniciativa para combater a criminalidade e a violência no Estado", explicou o Governador Helder Barbalho, ao lançar o aplicativo.

 

O IMEIGuard tem como principal fonte de informação o banco de dados do Sistema Integrado de Segurança Pública (SISP), onde são realizados os registros de ocorrência policial, e ainda conta com o auxílio dos dados de aparelhos celulares cadastrados no Sistema Alerta Celular Pará, sendo possível identificar o atual status do aparelho e seu referido proprietário. Por meio do aplicativo, será possível identificar se o aparelho celular está com ou sem restrição de furto ou roubo, se está em processo de recuperação, se foi extraviado e outras informações que são atualizadas assim que há um novo evento no caso.

 

 





"Nós trabalhamos com o que há de mais tecnológico para dar sempre melhores ferramentas aos nossos agentes de segurança e assim garantir, cada vez mais, a paz social da população paraense. Dessa vez, estamos lançando um novo aplicativo que vai agilizar o trabalho realizado pelos agentes nas ruas e prevenir a prática de furtos e roubos de aparelhos celulares. Com essa tecnologia os agentes vão ter acesso ágil ao banco de dados para verificação das informações do aparelho celular e coibir as práticas criminosas", afirmou o titular da Segup, Ualame Machado.

 

Consulta no aplicativo

 

No momento em que o agente de segurança faz a abordagem e realiza a consulta dos dados a partir do número do IMEI do aparelho, em caso da constatação de que o celular está com restrições de furto ou roubo, o portador do aparelho será encaminhado para esclarecimentos na Delegacia de Polícia Civil, e posteriormente o proprietário do aparelho que tiver os dados cadastrados no sistema no respectivo aparelho apreendido será notificado para ter a devolução do seu celular.

 

O Secretário Adjunto de Inteligência e Análise Criminal, André Costa, explica que o IMEIGuard é mais uma ferramenta importante para uso do agente de segurança que contribuirá para reduções da criminalidade no estado. "O aplicativo vai permitir ao agente fazer a verificação sobre objetos de crime, nesse caso seriam celulares. Então, essa é uma uma ferramenta de iniciativa nacional que é única e nós conseguimos desenvolver a partir de agentes próprios da Segup, ou seja, sem custo nenhum, sem nenhum tipo de despesa adicional. A gente faz uma busca no sistema da Polícia Civil onde os registros dos Boletins são realizados como crimes de roubo e furto, e a partir desse momento o policial de rua consegue fazer a consulta por meio de um QRcode, agilizando as ações de segurança" explicou.

 

Registro do Boletim de Ocorrência

 

A Segup reforça a importância do registro do Boletim de ocorrência em casos de furto ou roubo do aparelho celular, para que os dados estejam atualizados no SISP, facilitando assim a recuperação e devolução para o proprietário, pois o SISP é o principal banco de dados utilizado pelo IMEIGuard.

 

O Boletim de Ocorrência pode ser registrado na delegacia mais próxima ou por meio da Delegacia Virtual (https://www.delegaciavirtual.pa.gov.br/#/), sendo essencial informar o número de IMEI. Ao serem cruzadas as informações do Boletim de Ocorrência e do Alerta Celular, a localização do telefone, caso ele esteja com algum suspeito de roubo, furto ou receptação, será facilitada.

 

Identifique o IMEI - É só digitar *#06# no seu telefone e anotar o número que aparece na tela. Essa sequência numérica também está impressa na caixa do celular ou nas configurações.




  • Imprimir
  • E-mail