Banpara energia solar


Moradores de Juruti Velho reclamam da demora em reparos no restabelecimento de energia pela Equatorial

Portal OESTADONET - 15/04/2024

Área comercial de Juruti Velho - Créditos: Portal OESTADONET. 15.04.2024

 

Três dias. Esse é o tempo mínimo de espera que os moradores da vila de Juruti Velho, no município de Juruti, no oeste do Pará, podem ficar sem energia elétrica toda vez que ocorre algum tipo de interrupção no serviço. Nesta segunda-feira (15), um poste de energia pegou fogo e o incidente deixou vários imóveis e estabelecimentos comerciais às escuras em Juruti Velho, desde as primeiras horas da manhã.

 

Energia elétrica foi restabelecida após 10 horas em Juruti Velho; nota da concessionária

 

Após o incidente, os moradores compartilharam vídeos e fotos nas redes sociais mostrando a localidade sem energia. Algumas lojas amanheceram fechadas e os estabelecimentos que abriram estão com dificuldades para atender os consumidores devido a falta de energia. Além disso, quem trabalha com produtos perecíveis também já está preocupado com possíveis prejuízos.

 

Ao Portal OESTADONET, internautas informaram que não conseguiam repassar o problema à concessionária de energia elétrica. Mas a preocupação é com o tempo-resposta da empresa, que chega a demorar até três dias para fazer o reparo e restabelecer a energia elétrica nos locais afetados. 

 

Segundo eles, toda vez que ocorre algum tipo de interrupção, esse é o tempo mínimo que a população tem que esperar para ter energia novamente. 

 

Em algumas situações, muitas pessoas chegam a ficar até uma semana sem luz, dependendo da distância.

 

A maior reclamação dos moradores é em relação a demora no restabelecimento do fornecimento de energia. "Não é a primeira vez que ficamos sem energia e toda vez que a gente liga pelo número disponibilizado pela concessionária, o atendimento nunca é imediato e leva até três dias. Isso acaba afetando a vida dos moradores e dos comerciantes que dependem da energia para conservar os alimentos, por exemplo”, disse um morador.

 

Até a publicação desta matéria, a localidade afetada continuava sem energia.




  • Imprimir
  • E-mail