Banpara energia solar


Mineradora alcança 1.500 embarques de bauxita, em Juruti

Portal OESTADONET, com informações da Alcoa - 03/04/2024

Cargueiro Amberjack no porto da Alcoa, em Juruti - Créditos: Divulgação/Alcoa


O cargueiro Anberjak, de bandeira da Libéria, segue esta semana para o Porto da Alumar, em São Luís, no Maranhão com aproximadamente 55 mil toneladas de bauxita produzida pela Alcoa, nas minas de Juruti, no oeste do Pará. A embarcação tem 229 metros de comprimento e 32 metros de largura.

 

Com esse embarque, a Alcoa alcançou uma marca histórica: a milésima quingentésima operação de carga no terminal do Porto de Juruti, no oeste do Pará. Nesta terça-feira, 2 de Abril, o navio Amberjack concluiu a operação com sucesso.

 

A planta de beneficiamento em Juruti é composta por plantas de britagem e lavagem, bacias de rejeitos associadas e pátios de estocagem de bauxita. Fica localizada a 55 quilômetros sul-sudoeste do município de Juruti. A frota ferroviária possui 3 locomotivas (elétricas/diesel), com um total de 81 vagões de 80 toneladas de capacidade cada, que fazem o transporte de minério até o porto.

 

Às margens do rio Amazonas, um dos maiores do mundo, o porto da Alcoa está localizado na Enseada do Lago Grande, e garante o escoamento da produção de bauxita e o recebimento de insumos que abastecem a área de beneficiamento da mina. O empreendimento opera com navios do tipo Kamsarmax e Panamax, embarcações que variam de 229 a 289 metros de comprimento e que possuem porte bruto de até 85 mil toneladas.

 

O Gerente de Operações Junior, Everton Guimarães, esteve no primeiro embarque, ocorrido em 2009 e vem atuando desde então, em diversas operações portuárias nestes 15 anos. Ele avalia o atual momento como uma conquista, com superação pessoal e profissional. “O embarque 1.500 é um marco histórico com grandes reflexões de todos nossos aprendizados e vitórias. Sou grato por fazer parte da construção de sonhos e projetos na comunidade Jurutiense”.

 

"O embarque de número 1.500 é um feito histórico para a Alcoa e para Juruti. O município é referência em sustentabilidade e mineração e isto envolve o sucesso nas operações da planta, o que inclui o nosso porto, que há 15 anos realiza o embarque de bauxita e viabiliza o que é necessário para a estabilidade de nossas atividades. Parabenizo todos os funcionários que atuam e se dedicam ao projeto garantindo que tudo ocorra de forma segura e ambientalmente correta”, destaca Hélio Lazarim, diretor de Operações da Alcoa Juruti.




  • Imprimir
  • E-mail