BANPARÁ BIO 2
Alfabetiza junho

Semma multa Hotel Barrudada

Silvia Vieira, Repórter de O EstadoNet - 18/01/2016

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) decidiu na última terça-feira (12) o valor da multa aplicada ao Hotel Barrudada, de Santarém, por descumprimento de horário em evento realizado no dia 26 de dezembro de 2015. A multa foi arbitrada em R$ 1.195,00.

Tanto no dia 26 quanto no dia 27, pipocaram queixas nas redes sociais sobre o barulho que vinha do hotel e que teria tirado o sono de moradores das redondezas.

Caso a fiscalização ambiental da Semma (Secretaria Municipal de Meio Ambiente) tivesse utilizado odecibelímetro para aferir o volume do som no evento, o hotel poderia ter sido uma multa muito maior. Mas, a fiscalização se deteve apenas ao descumprimento de autorização por parte do estabelecimento em relação ao horário fixado para o encerramento da festa.

Segundo informações do chefe de fiscalização, ArlenLemos, o evento deveria ter encerrado por volta das 2h da madrugada, mas se estendeu até às 6h30, gerando diversas queixas ao órgão ambiental por parte de vizinhos do hotel.

“Nós estivemos no local e constatamos que a festa lá do hotel Barrudada extrapolou e muito o horário que havia sido estipulado na autorização da Semma”, explicouArlen.

Uma das pessoas que se manifestou publicamente sobre o desrespeito do hotel com a vizinhança, foi o ex-desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região, Lúcio Vicente Castiglione. Em seu perfil noFacebook, Castiglione não poupou críticas à organização do evento, disse que o som estava infernal e que nenhum vizinho conseguiu dormir até às 6h55h do dia 27, quando finalmente a festa acabou.




  • Imprimir
  • E-mail