BANPARÁ BIO 2
Alfabetiza junho

Cobrança por oração em culto da Assembleia de Deus: jornalista diz que ato do pastor causou desconforto

Miguel Oliveira, Editor de O Estado do Tapajós - 31/07/2015

O Estado do Tapajós publicou, com exclusividade, que o pastor Adão Silva, de São Paulo, pregador do culto de encerramento das comemorações dos 87 anos de fundação a igreja Assembleia de Deus, em Santarém, cobrou R$ 1 mil de quem quisesse rebecer oração proférica no altar da celebração.

A informação, inicialmente, foi contestada pelo presbitero José Monteiro, do templo central da igreja, mas hoje, o jornalista Carlos Silva, membro da Assembleia de Deus, confirmou o inteiro teor da reportagem da jornalista Sílvia Vieira, repórter de O Estado do Tapajós.

Em mensagem do WhatsApp, no grupo "STAFF DA IMPRENSA", Silva escreveu:

"Gente, só para deixar claro que eu sou membro da AD em Santarém. EU estava là e essa situaçâo causou desconforto enorme ao ministèrio da igreja. O pastor Adão Santos é de SP e foi convidado para pregar na festa dos 87 anos anos, e tomou por conta própria essa atitude em meio ao culto festivo de encerramento. Pastor Jaime Pires, que é presidente da AD em STM, não autorizou ele a fazer o desafio as pessoas de doarem mil reais para o trabalho missionário e social que a igreja realiza na região. Foi uma atitude do próprio pregador".




  • Imprimir
  • E-mail