BANPARÁ BIO 2
Alfabetiza junho

Campanhas garantem regularidade do estoque de sangue do Hemocentro de Santarém

Sílvia Vieira, Repórter de O ESTADO DO TAPAJÓS - 05/05/2015

Não fossem as campanhas externas e as de iniciativa de empresas, entidades e instituições religiosas, o hemocentro regional de Santarém precisaria recorrer à Fundação Hemopa, em Belém, para garantir o abastecimento do estoque técnico de sangue.

Durante o período chuvoso em as doações voluntárias costumam cair, mas esse ano o Hemocentro não precisou recorrer à Fundação Hemopa para atender a demanda dos hospitais de Santarém e região por bolsas de sangue. Mas alguns tipos sanguíneos estão com estoque muito baixo. É o caso dos sangues tipo A positivo e O negativo.

No último dia 1º de maio, membros da Igreja de Jesus Cristos dos Santos dos Últimos Dias, fizeram doação ao hemocentro regional. Mais de 100 bolsas de sangue foram coletadas, reforçando consideravelmente o estoque técnico que já havia recebido doações de professores da rede estadual que estão em greve e também, da campanha externa realizada no município de Oriximiná na primeira quinzena de abril, onde foram coletadas mais de 150 bolsas de sangue.

Para o final deste mês, já está programada a campanha organizada pela igreja Adventista do 7º Dia. Trata-se da campanha “Vida por Vidas” que acontece todos os anos e ajuda a reforçar o estoque técnico do hemocentro que atende todos os municípios da região oeste do Pará.

Maurício Tapajós, enfermeiro do Hemocentro Regional de Santarém, doar sangue é simples e praticamente todo ser humano em boas condições de saúde pode fazer a doação sem qualquer risco ou prejuízo a sua saúde.

“Doar sangue é um ato de amor ao próximo e de solidariedade também. Não vicia, como muita gente teme que aconteça, não engrossa e nem afina o sangue do doador. Muitas vidas são salvas todos os dias nos hospitais com doações de sangue feitas aos hemocentros, mas também podem ser perdidas por falta de estoque nos bancos de sangue”, ressalta Maurício Tapajós.

Para ser doador, o voluntário deve gozar de boa saúde e não ter sido acometido depois dos 10 anos de idade de hepatite; não deve ser usuário de drogas; deve estar alimentado; não deve estar fazendo uso de medicamentos; deve ter entre 18 e 67 anos de idade (doadores de 16 e 17 anos são aceitos mediante presença e autorização formal dos pais e/ou responsável legal); deve pesar acima de 50 quilos; precisa apresentar um dos seguintes documentos: carteira de identidade, profissional, habilitação ou passaporte;

No dia da doação, é importante que o doador tenha dormido pelo menos 6 horas na noite anterior à doação, já que a qualidade do sono é importante. Não deve realizar exercícios físicos antes da doação; se for fumante, deve evitar fumar duas horas antes da doação.

O Hemocentro Regional de Santarém atende para doações de segunda a sexta-feira, no horário de 07h às 13h, em sua sede localizada na Av. Frei Vicente, bairro Aeroporto Velho.




  • Imprimir
  • E-mail