Banpara energia solar


Cosanpa prevê até julho de 2025 entregar obras de abastecimento de água em Santarém, Alenquer e Oriximiná 

Portal OESTADONET - 22/04/2024

 

A presidência da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), divulgou, na edição da última sexta-feira (19), do Diário Oficial do Estado (DOE), o relatório de administração da companhia, em 2023, enumerando investimentos, projetos, operações, serviços e prazos de obras em andamento em todos os 144 municípios paraenses. No último ano, a Cosanpa intensificou as metas e os investimentos na execução das obras que estão em andamento nos municípios de Belém, Ananindeua, Alenquer, Breves, Castanhal, Santarém, Oriximiná e Monte Alegre. A previsão é que até julho de 2025, esses projetos estejam 100% concluídos.

 

O documento, assinado pelo presidente José Fernando de Mendonça Gomes Júnior, destaca que o investimento em saneamento básico está apontado como estratégia do Governo do Estado, para o alcance das metas estabelecidas pelo Novo Marco Legal do Saneamento Básico, e constitui também, uma ação relevante no combate à pobreza, às desigualdades sociais, à prevenção de doenças e a preservação do meio ambiente. 

 

No total, são 16 obras de infraestrutura nas regiões Guajará, Guamá, Baixo Amazonas e Marajó sendo 14 obras de ampliação e melhoria de sistema de abastecimento de água e duas de esgotamento sanitário. 

 

A companhia destaca ainda que, especialmente em Santarém, está em execução a obra de ampliação do sistema de abastecimento de água do município com a implantação dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário no distrito Alter do Chão. “São obras de grande relevância e impacto na qualidade de vida da população beneficiada”, ressalta o relatório. 

 

Esses investimentos alcançaram o montante de R$ 37.408.303,79, equivalente a 23,57 % na execução financeira das obras. Quanto a ligações domiciliares, foram realizadas 693 ligações domiciliares, sendo 200 ligações no município de Alenquer, 348 em Alter do Chão, na região do Baixo Amazonas.

 

Em relação à implantação do sistema de abastecimento de água de Alter do Chão, o percentual executado no ano passado chegou a 17,57%, enquanto que o percentual de execução acumulado está em 75,09%.

 

Ao final da obra serão beneficiados 14.466 habitantes. O valor do investimento é de R$ 16,17 milhões. O número de ligações prediais previstas é de 2.130 unidades e o total de ligações prediais já realizadas soma 348 unidades. A previsão de entrega da obra é julho de 2024.

 

Após a conclusão das obras de Santarém, no setor Alvorada e Alter do Chão, o índice de atendimento, que atualmente é de 48,72%, passará para 75,00%.

 

No que se refere à implantação do sistema de esgotamento sanitário de Alter do Chão, o percentual executado em 2023 foi de 6,19%. O percentual executado acumulado é de 6,68%. Com a finalização da obra, 14.510 pessoas serão contempladas com o novo sistema. A previsão de ligações domiciliares é de 1.035 unidades e o valor do investimento é de R$ 90,45 milhões.

 

A obra está prevista para ser entregue até julho de 2025. Após a conclusão dessa obra, o indice de atendimento, que atualmente é de 0%, passará para 67,28%.

 

No município de Oriximiná, a Cosanpa trabalha na ampliação do sistema de abastecimento de água com percentuais de 4,72% e 5,13% executados por meio do PAC I e PAC II, respectivamente. O percentual de execução acumulado é de 24,26% e 29,60%. 

 

A população beneficiada depois de a obra pronta será de 53.230 habitantes. O valor do investimento é de R$ 67,16 milhões.

 

A previsão de entrega é junho de 2025. Após a conclusão dessa obra, o índice de atendimento, que atualmente é de 37,07%, passará para 76,82%.

 

Já na cidade de Alenquer, a obra de ampliação do sistema de abastecimento de água vai beneficiar, depois de pronta, 28.610 moradores. A obra que está orçada em R$ 65,80 milhões, deve ser entregue em maio de 2025. 

 

O percentual executado em 2023 é de 9,05%, enquanto que o acumulado chega a 35,12%. Após a conclusão dessa obra, o índice de atendimento, que atualmente é de 37,07%, passará para 47,85%.
 




  • Imprimir
  • E-mail