Banpara energia solar


Com morte de estudante de 10 anos sobe para três, este ano, número de atropelamentos fatais na Br-163, na região do planalto em Santarém

Portal OESTADONET - 20/03/2024

Créditos: Redes Sociais

 

Subiu para três o total de atropelamentos fatais ocorridos na Br-163, na região do planalto santareno, neste ano de 2024.

 

Na manhã desta terça-feira(19), o estudante Kauã Sousa da Silva,10 anos, foi atropleado e morto por uma caminhonete dirigida por Cláudio Mello, morador do Ramal Bonanza, comunidade de São José.

 

No início deste mês, foi registrada uma morte na BR-163, à altura da Serra do Piquiatuba. A colisão entre um carro de passeio uma carreta terminou na morte de Francisco Júnior Queiroz de Oliveira, 43 anos. O acidente aconteceu na manhã do dia 4 de março deste ano.

 

Outra morte registrada este ano na BR-163 foi a o jovem Samuel Correia de Sousa, 25 anos. Ele foi atropelado por um carro de passeio no KM 20 à altura da comunidade Tabocal. O trecho não é iluminado e não há sinalização.

 

Cláudio Mello, o motorista suspeito de atropelar e causar a morte do estudante Kauã Sousa da Silva, no Km 22 da BR-163, em Santarém, foi liberado depois de prestar depoimento à polícia e se submeter a teste de etilômetro. 

 

O mais recente acidente fatal aconteceu em frente à escola municipal Tereza Neuma, na comunidade Tabocal. O estudante se preparava para atravessar a pista quando foi atingida pela caminhonete modelo S/10, cor preta e placas PHB-0297, conduzido por Cláudio Mello. O condutor seguia viagem no sentido ao município de Belterra.

 

Em depoimento à polícia, ele contou que a criança surgiu de repente, saindo de trás de um ônibus que estava parado à margem da rodovia. Ele permaneceu no local até a chegada da polícia. 

 

Cláudio Mello foi submetido a teste de etilômetro pela Polícia Rodoviária Federal, o qual deu negativo. Levado para a 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil, ele prestou esclarecimentos sobre o acidente e foi liberado em seguida. A caminhonete ficou retida pela polícia até o fim das investigações.

 

Segundo informações repassadas por populares, a vítima estava no acostamento da rodovia e se preparava para atravessar a pista quando foi atropelada. 

 

Kauã Sousa da Silva tinha 10 anos e era aluno da escola. 

 

A pista foi interditada pelos moradores em protesto à falta de sinalização da rodovia nesse trecho que, segundo os comunitários, é bastante perigoso, sobretudo em frente à escola.




  • Imprimir
  • E-mail