Banpara energia solar


Falta de energia desde a madrugada causa prejuízos para moradores em Santarém; Equatorial pede 24 horas para restabelecer serviço

Portal OESTADONET - 15/03/2024

 

Moradores e comerciantes do bairro Caranazal, em Santarém, no oeste do Pará, estão desde às 03h01da  madrugada desta sexta-feira (15), sem energia elétrica. O motivo do apagão ainda não foi esclarecido pela empresa concessionária de energia elétrica. Além do transtorno de passar mais de oito horas sem luz, várias pessoas reclamam também de prejuízos com a perda de alimentos e produtos guardados na geladeira. Alguns comerciantes também relatam ao Portal OESTADONET que foram afetados e tiveram perdas de produtos.

 

Atualização: A energia foi restabelecida às 13h30.

 

Até o fechamento desta matéria, às 1h30, não havia previsão de quando o fornecimento da energia será restabelecido no perímetro entre as ruas Vitória e 3 de Junho, apesar de os moradores terem feito vários chamados pelos canais de atendimento da Equatorial. Um funcionário de uma terceirizada da concessionária informou, às 09h00, que após abrir o chamado de serviço emergencial, o prazo de restabelecimento da energia é de pelo menos 24 horas.

 

Um comerciante informou ao Portal que a falta de energia no bairro também causou o apagão do serviço de internet. Ele passou a manhã toda sem poder funcionar, já que seus produtos descongelaram e ele também não tem como fazer transações financeiras.

 

“Nós estamos sem energia aqui desde as 3 horas da manhã. Aí a gente liga para Equatorial, ninguém consegue falar com ninguém, fica aquele atendimento virtual. Já vai dar 11 horas da manhã, não chegou energia. Eu ‘tô’ perdendo o meu refrigerante, perdendo minha cerveja, meu picolé. Eu fui lá na empresa e falaram que é 24 horas para poder vir uma equipe no local. Já pensou?”, comenta o comerciante.

 

No site da empresa, os clientes são orientados, quando estiverem sem energia, que busquem atendimento pelos canais digitais e serviço virtual. Contudo, a demora nesse tipo de atendimento acaba prejudicando ainda mais a vida de quem precisa resolver com rapidez o problema da falta de luz. 

 

Segundo apurou o Portal OESTADONET, a empresa concessionária de energia elétrica possui apenas oito equipes para atender uma cidade do porte de Santarém, que tem quase 350 mil habitantes. 

 

O consumidor que se sentir lesado pode pedir indenização, ressarcimento das perdas e reparo de produtos danificados.

 

Quem tiver problemas com a queima de aparelhos eletrônicos pode recorrer à própria concessionária de energia elétrica. O pedido de indenização nesses casos é regulamentado pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

 

O consumidor também pode e deve acionar o Procon e relatar o ocorrido.




  • Imprimir
  • E-mail