cartão afinidade banpara abril 2024

Juiz autoriza viagem de Jussara Paixão, denunciada por morte de Líbia, para participar de curso em Manaus

Portal OESTADONET - 15/02/2024

 

O juiz Gabriel Veloso de Araújo, titular da 3ª Vara Criminal de Santarém, autorizou Jussara Nadiny Cardoso Paixão, acusada de causar a morte por atropelamento, no dia 22 de fevereiro de 2023, da jovem Líbia Tavares dos Santos, na avenida Sérgio Henn, em Santarém, no oeste do Pará, para participar de um curso em Manaus, no Amazonas. A decisão foi publicada no último dia 08 de fevereiro. 

 

LEIA TAMBÉM: Jussara Paixão, acusada de provocar a morte de Líbia Tavares, vai ser julgada pelo tribunal do júri

 

A defesa de Jussara Paixão apresentou pedido de autorização de viagem no período compreendido entre 31 de maio a 02 de junho de 2024, para a cidade de Manaus, no estado do Amazonas, onde a acusada participará de um curso da área de biomedicina. 

 

Como não houve oposição do representante do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), o magistrado acatou o pedido e autorizou a viagem de Jussara à capital amazonense.

 

Ela, no entanto, terá obrigatoriamente que cumprir medidas cautelas. Além disso, a acusada deverá se apresentar perante à Justiça no prazo de 24 horas após o seu retorno a Santarém, sob pena de ensejar em possível revogação das medidas aplicadas em seu favor.

 

Jussara Nadiny Cardoso Paixão foi presa em flagrante no dia 22 de fevereiro e ficou sob custódia da Justiça até 28 de março de 2023, após ser concedida a ela a liberdade provisória.

 

Em novembro do ano passado, ela recebeu autorização da Justiça para participar das festividades do Círio da Conceição.




  • Imprimir
  • E-mail