Alfabetiza junho

Projeto de esporte e lazer retoma atividades de iniciação esportiva para crianças e adolescentes da região Oeste do Pará

PORTAL OESTADONET, com informações da Temple - 09/01/2024

“Esporte na Cidade” em Porto Trombetas, distrito de Oriximiná(PA) - Créditos: Divulgação/MRN

Maykon Souza Santos e Katrine dos Santos Melo, ambos com 17 anos, são moradores de comunidades localizadas vizinhas do distrito de Porto Trombetas no município de Oriximiná, região Oeste do Pará. Eles compartilham o mesmo objetivo: se tornar atleta profissional. Com o apoio do projeto “Esporte na Cidade”, eles e outros 300 participantes das cidades de Terra Santa e Faro têm a chance de transformar seus sonhos em realidade. Realizada pela Organização Social De Peito Aberto (DPA), a iniciativa tem o patrocínio da Mineração Rio do Norte (MRN), via Lei Federal de Incentivo ao Esporte, e vai oferecer, ao longo de 2024, aulas gratuitas de vôlei, futsal, basquetebol e handebol. O objetivo é impulsionar a prática esportiva e a inclusão social na região.

 

Maykon é morador da Comunidade Lago do Ajudante e escolheu participar das aulas de vôlei para seguir os passos do irmão mais velho, que também pratica o esporte, e conta com o apoio total da família em busca deste sonho. “Espero jogar bastante vôlei porque é o esporte que eu mais gosto. O meu irmão mais velho é quase um jogador de vôlei profissional e espero sair daqui um atleta também. Todos da minha família gostaram de saber que eu entrei no projeto porque também são praticantes de atividades físicas”, afirmou o jovem entusiasmado com as aulas.

 

 


Atividade esportiva em Faro(PA)

 

 

Katrine também é amante dos esportes. Moradora do Lago Erepecu, ela nutre uma paixão pelo futsal, esporte que escolheu para praticar no projeto. Segundo a jovem, a modalidade pode ser uma 'porta de entrada' para alcançar o sonho de se tornar uma jogadora profissional. "Meus pais me incentivaram a participar do projeto porque eu realmente gosto de futsal e futebol. Eles acharam o máximo. Eu pretendo ser uma jogadora profissional e o Esporte na Cidade é o primeiro passo para isso", disse.

 

Em 2024, a iniciativa alcançará diretamente 300 crianças e adolescentes, sendo 100 do distrito de Porto Trombetas, formada por bolsistas do Colégio Equipe, moradores das Comunidades Boa Vista, Lago do Moura, Nova Esperança, Palhal, Jamari, Batata e o Lago do Ajudante. O projeto também atende 50 participantes da cidade de Faro, que recebe pela primeira vez o projeto, e outras 150 de Terra Santa. Todos terão a chance de explorar suas paixões esportivas. Para isso, os inscritos receberam kits de uniformes, com camisa, short, meia, tênis, coletes e todo o material esportivo necessário para as aulas.

 

O coordenador técnico do Esporte na Cidade, Leonardo Costa, destaca que o apoio de todos os parceiros é fundamental para o sucesso da iniciativa. “Um projeto dessa magnitude envolve muita coisa. Vai da estrutura até a aula, então não é só o professor chegar e dar a atividade, tem que ter uma estrutura de qualidade. Temos um importante apoio da MRN, que nos dá todo o suporte, e também dos pais que acompanham as aulas. Isso faz toda a diferença", ressaltou.

 

 


“Esporte na Cidade” em Terra Santa

 

 

As atividades do Esporte na Cidade são gratuitas e realizadas duas vezes por semana. Sempre no contraturno escolar. Também são realizadas palestras com temas transversais como meio ambiente, higiene pessoal, entre outros. O diretor-presidente da Organização De Peito Aberto, Wenceslau Madeira, celebrou o início desta nova etapa do projeto na região Oeste do Pará. “A parceria entre a MRN e a DPA já está consolidada há mais de dez anos. A MRN é uma empresa que acredita no poder do esporte como ferramenta de transformação social. O seu patrocínio é muito importante para que a DPA possa realizar o trabalho com as crianças e adolescentes de Terra Santa, Porto Trombetas e Faro”, observou.

 

Transformação de vidas

 

A importância dessa iniciativa vai além das quadras. Segundo Elessandra Corrêa, analista de Relações Comunitárias da MRN, o projeto proporciona oportunidades de inserção social e acesso ao esporte e lazer para os participantes. "O esporte, além de trazer qualidade de vida, possui um forte aspecto social, atrelado à integração, ao desenvolvimento e à capacitação dessas crianças. A educação e o esporte são ferramentas fundamentais que transformam vidas. Esse é o maior legado que podemos deixar para estes jovens", declarou.

 

Sobre o projeto

 

Conciliar a prática esportiva e os estudos para formar cidadãos mais conscientes. Esse é o propósito do projeto Esporte na Cidade, que desde 2010 oferece, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, aulas gratuitas de iniciação esportiva em futsal, vôlei, basquete, handebol e futebol de campo para crianças e adolescentes.

 

O projeto conta ainda com o apoio do Esporte Clube Mineração (MEC) e das prefeituras dos municípios atendidos pela iniciativa.

 

 




  • Imprimir
  • E-mail