pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Erro na marcação do local exato por onde passa adutora provocou dano à tubulação da Cosanpa; companhia estima volta do abastecimento de água até o final desta noite

Portal OESTADONET - 04/01/2024

Local do rompimento da adutora da Cosanpa, na Br-13 - Créditos: Reprodução

Abastecimento de água em 12 bairros de Santarém deve ser normalizado até às 22h.

 

O fornecimento de água para os bairros Esperança, Aeroporto Velho, Jardim Santarém, Centro, Aparecida, Santa Clara, Santíssimo, Interventoria, Cohab, Diamantino, Prainha e Carazal em Santarém, no oeste do Pará, deve ser normalizado até às 22h00 desta quinta-feira (4), segundo apurou o Portal OESTADONET junto à Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa). 

 

Os moradores dessas áreas estão sem água desde a tarde de ontem (3), quando uma escavadeira da empresa Usitech, que realiza o serviço de duplicação da avenida Cuiabá, nas proximidades da Pemaza, no bairro Esperança, atingiu uma tubulação da rede adutora da Cosanpa e interrompeu o abastecimento de água em 12 bairros da cidade. 

 

Os trabalhos de reparo da adutora começaram ainda durante a madrugada. Técnicos da Cosanpa e engenheiros da empresa trabalham para normalizar o fornecimento de água à população. A tubulação rompida abastece os reservatórios do bairro Aeroporto Velho, que por sua fez faz a distribuição de água para outros bairros de Santarém. 

 

Segundo apurou o Portal OESTADONET, após iniciar a distribuição, deve levar, ainda, até três dias para pressurizar totalmente a rede e normalizar 100% o abastecimento dos 12 bairros que são abastecidos pelo reservatório do Aeroporto Velho. O restabelecimento total vai ocorrer de forma gradativa.

 

Ainda segundo a apuração do Portal, o dano causado à tubulação da adutora da Cosanpa, danificada durante uma escavação no trecho da obra de duplicação da avenida Cuiabá, teria sido provocado por um erro na marcação exata indicada pela própria companhia à empresa que executa as obras na Br-163. 

 

A empresa responsável pela obra de duplicação da avenida Cuiabá, afirma que houve erro da Cosanpa na marcação exata por onde passa e a que profundidade está localizada a tubulação da adutora. 


Segundo a empresa, por volta das 16h30 desta quarta-feira (3), uma máquina atingiu a adutora da Cosanpa, em frente à Pemaza. Os locais onde estão sendo feitos os serviços de drenagem para a duplicação da avenida foram todos marcados pelos técnicos da Cosanpa.

 

Contudo, quando começaram a escavar atingiram a tubulação da rede de água. Apesar de os trabalhadores seguirem exatamente as marcações indicadas pela companhia, um dos trechos estava errado. O ponto indicado pela Cosanpa estava uns três metros de onde realmente deveria ser feita a escavação.

 

A máquina acabou fazendo um furo na adutora de 800. Com o dano na tubulação, a água inundou o trecho. As equipes passaram a madrugada trabalhando para esgotar toda a água para que o serviço de reparo da tubulação fosse iniciado ainda nesta quinta-feira.

 

A Cosanpa não comentou a alegação da Usitech.




  • Imprimir
  • E-mail