pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Delegado Jamil Casseb responde interinamente pela Superintendência Regional da Polícia Civil em Santarém

Portal OESTADONET - 07/12/2023

 

O delegado Jamil Farias Casseb responde, de forma interina, a Superintendência de Polícia Civil do Médio e Baixo Amazonas, em Santarém, no oeste do Pará. Ele retornou à função por determinação da Delegacia Geral, após o titular Jardel Luís Castro Guimarães ter sido afastado do cargo por determinação da Justiça Federal. Jardel foi um dos alvos da operação 'Retomada II', da Polícia Federal, nesta quarta-feira (6). 

 

O delegado Jamil foi superintendente da PC no Baixo Amazonas durante quatro anos. Em março deste ano, Jamil Casseb foi nomeado para assumir a então recém-criada Coordenadoria de Polícia do Interior da Região Oeste do Pará.  Nesta manhã, Jamil telefonou ao comandante regional da PM, coronel Tarcisio Costa, para informar que estava à frente da Policia Civil, interinamente, e que se colocava à disposição para prosseguir com o trabalho integrado que vem sendo feito entre as polícias Civil e Militar.

 

Segundo apurou o Portal OESTADONET, o delegado Jardel Guimarães segue afastado do cargo, mas ainda não houve a exoneração dele da função de superintendente da PC no Baixo Amazonas, uma vez que “a Polícia Civil ainda não foi notificada pela Justiça”. 

 

Em nota divulgada à imprensa, o comando da PC informou que, tão logo seja notificada, “a Corregedoria Geral da instituição adotará todas as medidas legais dentro de suas atribuições”.

 

Ao Portal OESTADONET, Jardel Guimarães informou que está aguardando o acesso aos autos para se manifestar. 

 

Além dele, foi afastado do cargo, o investigador Davi Gemaque, que também estava sendo investigado pela Federal. A residência dele foi alvo de busca e apreensão, mas o investigador não se encontrava em casa, pois nesse horário participava de uma missão policial. A Polícia Federal teria interceptado uma conversa dele com a advogada investigada pela PF, onde ambos citam o nome de Jardel em um dos diálogos.

 

A operação ‘Retomada II’ deflagrada pela Polícia Federal investiga uma suposta organização criminosa suspeita de grilar terras da União, no sudoeste do estado do Pará.

 

A PF não repassou os nomes dos alvos da ação no município. 

 

Até o ano passado, o delegado Jardel Guimarães era o chefe da delegacia de Meio Ambiente. Davi Gemaque pertence à equipe do superintendente afastado.

 

A ordem judicial para o cumprimento dos mandados de busca e apreensão nos alvos em Santarém foi dada pelo juiz Gilson Jader Gonçalves Vieira Filho, do 4ª Vara Federal Criminal do Pará, com sede em Belém.

 

De acordo com as investigações dos federais, foram ‘grilados’ cerca de 22 mil hectares que, em boa parte, foram objeto de desmatamento para a inserção de gado.

 

A Justiça Federal decretou o sequestro de aproximadamente R$ 116.000.000, nove imóveis, além do afastamento das funções dos servidores públicos e da advogada cujo nome também não foi revelado.




  • Imprimir
  • E-mail