pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Plano para rastrear individualmente todo o rebanho do Pará até 2026 é lançado por Helder na COP 28

Agência Pará - 01/12/2023

Créditos: Divulgação/Agência Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho, lançou nesta sexta-feira(1) na COP 28, em Dubai, o Programa de Integridade e Desenvolvimento da Cadeia Produtiva da Pecuária de Bovídeos Paraenses. O programa prevê que a identificação individual e a rastreabilidade do gado paraense tenham suas etapas de implantação concluídas até dezembro de 2026.

 

Maior iniciativa de monitoramento ambiental e sanitário do país, o programa foi construído unindo políticas públicas e esforços da iniciativa privada para o desenvolvimento econômico da pecuária paraense, com transparência e integridade de toda a cadeia, e garantia de respeito às regras sanitárias, fundiárias e socioambientais. Desta forma, o programa é mais um pilar importante dos esforços do governo do Pará em combater o desmatamento.

 

Ele também vai priorizar a abertura de novos mercados e a valorização dos produtos de origem bovina produzidos no Pará a partir da rastreabilidade e da garantia de integralidade de toda a cadeia. A iniciativa está integrada com outras políticas estaduais e federais de agropecuária, de baixa emissão de gases de efeito estufa, de meio ambiente, sustentabilidade e clima. Além disso, promove o esforço pela construção de um território líder em produção pecuária de alta produtividade, com integridade econômica e socioambiental.

 

 

"A intenção é que possamos demonstrar que a pecuária sustentável pode convergir com a preservação ambiental e respeito às normas ambientais. Por outro lado, abrir novos mercados quando se tem uma pecuária íntegra numa cadeia que esteja dentro das conformidades. Abrindo novos mercados, valorizamos atividade, agregamos valor e incrementamos a renda do produtor: desde a agricultura familiar, até o produtor de larga escala", disse o governador Helder Barbalho.

 

 

Entre as premissas do projeto estão a não exclusão de produtores rurais que busquem sua requalificação comercial. O governo do Pará é responsável por fornecer apoio e incentivo aos pequenos e médios produtores rurais, visando o cumprimento das obrigações decorrentes do programa.

 

O programa traz uma série de metas: ter 100% do trânsito de bovinos rastreado individualmente até dezembro de 2025 e todo o rebanho até dezembro de 2026; 75% dos Cadastros Ambientais Rurais validados até dezembro de 2025 e 100% até dezembro de 2026. Também prevê recuperação de 20% da área de pastagens degradadas e a priorização da implementação da rastreabilidade no entorno de Territórios Coletivos, como povos Indígenas e comunidades tradicionais.

 

Por meio de parcerias com a iniciativa privada e terceiro setor, o plano de rastreabilidade vai assegurar o acesso dos produtores aos programas reconhecidos de requalificação comercial e regularização socioambiental. O governo já conta com incentivo financeiro de R$ 123 milhões, anunciado pelo Fundo Bezos e pela JBS nos próximos três anos.




  • Imprimir
  • E-mail