banpara LCI julho 2024
Verão julho

Prefeitura de Santarém apresenta Orçamento de 2024 com previsão de R$ 1,8 bilhão

Portal OESTADONET - 21/11/2023

Secretário municipal de Planejamento Ronan Liberal Jr. - Créditos: Divulgação/PMS

 

A Prefeitura de Santarém, no oeste do Pará, apresentou, nesta terça-feira (21), na Câmara de Vereadores, o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), para 2024 com previsão de R$ 1,8 bilhão, que representa um aumento de 2% em comparação ao último ano. O secretário de Planejamento, Ronan Liberal Jr., reuniu com os membros da 2ª Comissão de Finanças, Contas, Constituição, Justiça e Redação (2ª CCJ), para tratar dos principais pontos do projeto que define os gastos do município para o ano que vem.

 

A Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan) apresentou aos membros da CCJ e técnicos do Poder Legislativo, um orçamento de cerca de 1,8 bilhão, com a maior parte destinada às áreas da educação, saúde e infraestrutura. Esta foi a primeira de uma série de reuniões que devem acontecer até a LOA ser levada ao plenário da Câmara Municipal para ser discutida e votada pelos vereadores. 

 

Na próxima sexta-feira (24), às 09h00, a Câmara irá iniciar um diálogo com representantes da sociedade civil organizada para que sejam apresentadas propostas à LOA. “Inicialmente, realizamos um diálogo técnico aqui com a Casa, com os membros da Comissão de Constituição e Justiça e o governo municipal. Nós definimos dialogar com a sociedade. Vamos fazer convite para representantes de Conselhos, da OAB, representantes de associações de bairro, para que aqui a gente possa entregar para essas pessoas, para essas lideranças, aquilo que realmente o governo deseja”, disse o vereador Erasmo Maia. 

 

 


Vereadores Carlos Martins(PT) e Erasmo Maia(União)

 

 

O vereador Carlos Martins, membro do CCJ, destacou sua preocupação com o endividamento do município que é de aproximadamente R$ 200 milhões. O parlamentar falou que Santarém ainda é muito dependente dos recursos oriundos do governo do estado e da união, que representam R$ 1,4 bilhão. Para ele, é importante discutir a matéria, apresentar sugestões e dialogar com a sociedade.

 

Martins destacou ainda que a maioria dos recursos da LOA, quase R$ 700 milhões, é destinada para a área da educação. “Isso é muito importante, né? Que nós possamos aplicar mais recursos para a educação”, disse o vereador. 

 

O vereador Erasmo Maia afirmou que é importante iniciar os diálogos, sobretudo abrindo para as propostas da sociedade. “A gente entende como necessária essa discussão e integra a população nesse debate. A Câmara realiza isso sempre”, completou.




  • Imprimir
  • E-mail