Alfabetiza junho

Projetos do Pará voltados a indígenas e deficientes são apresentados em conferência nos EUA

Agência Pará - 11/10/2023

Profissionais da Sespa que defendem os projetos desenvolvidos no Pará - Créditos: Divulgação

O Governo do Pará participa da Conferência Internacional Planetree, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em Boston, nos Estados Unidos, e premia projetos e ações de saúde de vários países, além de incentivar o compartilhamento de boas práticas e inovações na área. Nesta edição, o Pará concorre em duas categorias, sendo um vídeo que disputa o Prêmio Inovação em Cuidado Centrado na Pessoa 2023, na categoria Inovação Planetree, e na categoria Pôster.

 

Nesta terça-feira (10) houve a defesa dos trabalhos. "Essa é uma oportunidade para que conheçam nossas ações, e para que a gente possa saber o que está sendo feito em outros locais do mundo e o que pode ser adaptado a nossa realidade. Está sendo um momento de muita troca e aprendizado para todos, por isso nós já nos sentimos vitoriosos somente por estar aqui", frisou Nayara Barbalho, coordenadora de Políticas para o Autismo, da Sespa.

 

Na quarta-feira (11) será anunciada a premiação. A Sespa participa com um vídeo sobre a participação de profissionais do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR) no programa "Saúde Por Todo o Pará nos Territórios Indígenas", que em 2021 e 2022 realizou sete expedições e 12 mil atendimentos para povos indígenas de nove etnias, em território paraense.

 

Inclusão na água - Já na categoria Pôster, o projeto que inscrito é "Meninos do Rio", também realizado pelo CIIR. A iniciativa oferece a prática de canoagem, stand up paddle, caiaque e outras modalidades adaptadas para pessoas com deficiências físicas, visuais, auditivas e intelectuais.

 

A maioria das instituições que participam da Conferência Internacional Planetree é particular. Por isso, ter serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) concorrendo já é um grande diferencial na participação do Pará. "Nós estamos bastante ansiosos, e sabemos que esse é o resultado de um trabalho realizado em conjunto. Estar aqui demonstra a qualidade na assistência dos serviços de saúde que estão sendo ofertados no Pará", completou Nayara Barbalho.




  • Imprimir
  • E-mail