pms fev 2024 exploração sexual


Alenquer, Curuá e Oriximiná ganham pontos de inclusão digital da Justiça

Portal OESTADONET - 27/09/2023

Autoridades do judiciário paraense em Alenquer - Créditos: Portal OESTADONET

Os municípios de Alenquer, Curuá e Oximiná, no oeste do Pará, passaram a contar, desde segunda-feira (25),com pontos de inclusão digital por meio do projeto ‘Justiça sem Fronteira’, do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA). O estado do Pará já possui 15 Pontos de Inclusão Digital (PID’s). 

 

Os atos de ativação dos terminais digitais contaram com as presenças do Desembargador Leonardo de Noronha Tavares, do Juiz Auxiliar da Presidência Silvio Maria, da Juíza Ana Luchy ,auxiliar dos Juizados Especiais. do Juiz de Alenquer Vilmar Durval e do diretor do fórum da Comarca de Santarém, Gabriel Veloso de Araújo.

 

As três cidades da região receberão salas acessíveis e humanizadas, desenvolvidas para que a população que mora onde ainda não existam Fóruns, tenha acesso a melhores condições para participar de atos processuais e obter informações sobre processos. 

 

Em Alenquer, a cerimônia de instalação da 16ª sala do Projeto Justiça sem Fronteiras, do Laboratório de Inovação Pai D'égua do TJPA, aconteceu às 11h00, na escola de ensino infantil e fundamental Frei Guido, distrito de Camburão, n° 325, local onde funcionará o PID.

 

Na cidade de Curuá, a solenidade de instalação do 17º PID também acontece nesta segunda-feira, às 15h00. O local será a rua 3 de dezembro, 307, bairro Santa Terezinha.

 

E no município de Oriximiná, o 18º PID vai funcionar em duas salas, no distrito de Porto Trombetas e será instalada na terça-feira (26), às 09h00. O local de funcionamento será no Centro Comunitário, na Rua Rio Negro, s/n. Já o 19º PID funcionará no distrito de Cachoeira Porteira. A cerimônia de instalação foi marcada para o mesmo dia (26), às 14h00, na escola municipal de ensino fundamental Constantina Teodoro dos Santos, na Comunidade Quilombola Cachoeira Porteira, Alto Trombetas.

 

A iniciativa de criação e instalação das salas consiste em uma nova etapa do projeto Justiça sem Fronteiras desenvolvido pelo Laboratório de Inovação do Poder Judiciário do Pará, o Pai d´égua, em parceria com as prefeituras municipais. 

 

Para a instalação nos quatro novos locais, foram considerados aspectos importantes com o objetivo de facilitar o acesso aos serviços do Judiciário paraense pelas comunidades que se encontram distantes dos Fóruns de suas Comarcas. O Pará possui 1.245.870,704 Km², 144 municípios, aproximadamente 9 milhões de habitantes. O Judiciário possui 113 Comarcas no Estado.




  • Imprimir
  • E-mail