pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Operações do IBAMA contra desmatamento na Amazônia começam por Uruará, na Transamazônica

Com informações da Reuters e redação do Portal OESTADONET - 20/01/2023

Agente do Ibama se prepara para operação em Uruará (PA) - Créditos: Ueslei Macelino/Reuters

O município de Uruará, que faz limite ao sul com Santarém, é uma das bases das primeiras operações do governo Lula no combate ao desmatamento ilegal na Amazônia. Agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), partiram da cidade aqui do oeste paraense, na quinta-feira(19) para tentar frear a sangria de madeireiros e fazendeiros que exploram ilegalmente a floresta na região, segundo informe da Agência Reuters. 


Cerca de 10 agentes do Ibama embarcaram em picapes saindo de sua base no município de Uruará, na região oeste do Pará, juntamente com dezenas de policiais federais, em direção a uma reserva indígena onde imagens de satélite mostraram madeireiros e fazendeiros trabalhando no desmate ilegal da floresta.

 

A missão visa impedir ou afastar os madeiros da realização de novas incursões na floresta e multar os que forem encontrados com madeira ilegal. Policiais federais dão suporte aos agentes do Ibama, que inicialmente se deslocaram para uma reserva indígena, onde imagens de satélite apontam a ação criminosa. 


Além do Pará, a ação ocorre também nos estados de Roraima e Acre. 


No governo passado, foi reduzida a quantidade de pessoal e o financiamento do Ibama para o combate aos crimes ambientais, provocando o desmatamento de uma área da Amazônia maior que o território da Dinamarca.

 

O Pará foi líder de desmatamento entre agosto a dezembro de 2022, com 1.894 quilômetros de área desmatada, segundo os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), divulgados no mês de janeiro




  • Imprimir
  • E-mail