banpara LCI julho 2024
Verão julho

Helder e Hanna têm posse solene em Santarém; governador enumera realizações na região Oeste

Portal OESTADONET - 02/01/2023

Governador Helder Barbalho e a Vice Hanna Ghassan tomam posse simbólica em Santarém - Créditos: Portal OESTADONET.02.01.2022

No início da noite desta segunda-feira (02), o governador reeleito no último pleito estadual, Helder Zahluth Barbalho e a vice-governadora eleita Hana Ghassan, tomaram posse simbólica nos seus respectivos cargos, em solenidade realizada no Centro Cultura João Fona, na orla de Santarém, na RegiãoOeste do Pará. 

 

O ato segue uma tradição criada por Helder Barbalho que tem como objetivo reforçar o compromisso em dar atenção a todo o território paraense. Assim como na solenidade realizada em Belém, o governador reeleito passou em revista à tropa, na condição de comandante chefe da Polícia Militar, recebeu a faixa governamental, honrarias de chefe de Estado e discursou para convidados e populares.

 

Helder recebeu a faixa de uma comitiva formada por representante dos povos indígenas Borari e Arapium, de entidades de deficientes físicos, de um artesão, de um produtor rural e de um médico.

 

O governador e a vice-governadora estavam acompanhados do prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, e do deputado estadual José Maria Tapajós, e dos deputados eleitos Maria do Carmo( estadual) e Henderson Pinto(federal).

 

Em seu discurso, Helder relembrou que o gesto que estava fazendo pela segunda vez, em Santarém, era a demonstração da capacidade gerencial do governo do Pará de administrar o estado de maneira atenciosa em todas as regiões.

 

O governador destacou que a presença do governo nas regiões derrubou a falsa impressão de que a distância seria obstáculo ara prestação de serviços e que o olhar do governo se voltaria apenas para a capital, o que não aconteceu em seu primeiro mandato e passou a enumerar as centenas de obras e serviços desenvolvidos na região Oeste do Pará, ressaltando a atuação do governo estadual durante a pandemia de Covid-19, com a instalação de hospitais de campanha, uso de aeronaves para transporte de doentes e o reforço na estrutura do Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém, para atendimento dos casos graves da doença.

 

Helder Barbalho falou da atuação do governo em obras de infraestrutura de transporte e de portos. Lembrou que a pavimentação da rodovia Santarém-Uruará encurtou a distancia entre a região do Xingu e do Baixo Amazonas e que o município de Santarém ganhou o mais moderno terminal hidroviário de cargas e passageiros do país.

 

Em relação à educação superior, o governador do estado informou que há oferta de pelo menos um curso superior nos municípios da região através do programa estadual Forma Pará, em convênio com diversas instituições de ensino.

 

 O governador falou dos investimentos que o Estado fará para melhorar as malhas estradais para avançar com a infraestrutura das rodovias do oeste paraense. Além disso, falou que irá concluir também, o pacote de investimentos que já está sendo realizado pelo governo estadual integrando cidades. Ele citou o exemplo de Oriximiná com Óbidos e ampliando para Alenquer e Monte Alegre. "Devemos iniciar a licitação do ramal do Cuamba, que é uma importante integração para aproximar a região à outra margem do rio Amazonas. Conclusão da TransUruará para viabilizar a integração entre as regiões do Xingu e Baixo Amazonas", disse o governador.

 

Para o município de Santarém, Helder Barbalho destacou investimentos para a conclusão de quatro importantes obras: Hospital Materno Infantil, Centro de Convenções, Estádio Colosso do Tapajós e Policlínica. "São agendas que já estão com recursos garantidos para que nós possamos avançar cada vez mais com os investimentos públicos. O Centro de Convenções deve estar pronto já no primeiro semestre de 2023, em uma homenagem a Sebastião Tapajós, para que com isto, nós estejamos potencializando e fortalecendo a vocação turística da região", afirmou.

 

O governador também falou sobre um dos problemas crônicos do município: a falta de água. Helder Barbalho lembrou que por décadas não houve qualquer investimento e o serviço não acompanhou o crescimento da cidade. Além disso, lamentavelmente, pelo sucateamento histórico da Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), causou um contencioso e acumulado de expansão. "Em parceria com a prefeitura, nós estamos viabilizando novas estruturas de bombas, novas escavações, ampliação do sistema de cobertura de abastecimento de água para que, não apenas Santarém, mas regiões que estão sob concessão da Companhia de Saneamento do Estado possam ter ampliação do acesso a esse serviço", completou.




  • Imprimir
  • E-mail