pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Festival gastronômico celebra manejo sustentável do pirarucu em comunidade de várzea de Santarém

Portal OESTADONET, com - 07/11/2022

Despesca do pirarucu em Pixuna do Tapará, vázea de Santarém, no Oeste do Pará - Créditos: Divulgação/PMS

Um dos peixes mais procurados foi a estrela principal da festa na comunidade de Pixuna do Tapará, região de várzea. Lá, ele se tornou referência de geração de renda, turismo comunitário e sustentabilidade para 78 famílias. A comunidade de Pixuna realizou neste final de semana o Festival do Pirarucu e o evento gastronômico Comida Beira do Rio, com o apoio da Prefeitura de Santarém, um restaurante, Sebrae e Colônia de Pescadores Z-20.

 

Tradição e sabor amazônico: pirarucu assado na brasa com banana-da-terra

 

Nessa comunidade é realizado o manejo do pirarucu há 45 anos para conservação do pirarucu no ecossistema de várzea, além de contribuir para a proteção de outras espécies, como os quelônios e diversos outros peixes.

 

Os peixes são conservados num lago atrás da comunidade, que recebe vigilância dos próprios, com objetivo de combater a pesca predatória e evitar a extinção do pirarucu.

 

O pirarucu tem enorme procura comercial e pode atingir até três metros de cumprimento e 250 kg.

 

A captura respeita critérios como período do ano, tamanho e peso, é feita no período de verão amazônico, no período de setembro a novembro para respeitar o ciclo reprodutivo da espécie.

 




  • Imprimir
  • E-mail