pms fev 2024 exploração sexual
rec cartão afinidade Banpará fevereiro interno

Fazendas solicitam liberação de queima controlada para atividade agropecuária em Prainha, no oeste do Pará

Portal OESTADONET - 01/06/2022

Créditos: Imagem ilustrativa

Os representantes de duas fazendas localizadas no município de Prainha, no oeste do Pará, tornaram público pedido de auorização para a queima controlada para a atividade agropecuária em áreas sob seus domínios junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas),

 

Esse tipo de autorização é concedida desde que a atividade não esteja localizada no entorno de Unidades de Conservação.

 

Nos informes, os representantes legais das Fazendas Santo Antônio e Pinho ressaltam que a atividade de queima controlada será precedida de supressão de vegetação primária para uso alternativo do solo.

 

Na queima controlada usa-se o fogo como fator de produção e manejo em atividades agropastoris ou florestais, e para fins de pesquisa científica e tecnológica, em áreas com limites físicos previamente definidos.

 

De acordo com o Código Florestal, essa atividade só é permitida nas práticas de prevenção e combate aos incêndios e nas de agricultura de subsistência exercidas pelas populações tradicionais e indígenas.

 

Conforme o Ibama, apesar do processo de queima controlada ser legalmente permitido e atuar como prevenção a incêndios florestais, não se pode negar a existência de amplas externalidades negativas com a utilização do fogo, que envolvem danos à saúde, empobrecimento gradual do solo, perda de biodiversidade, danos à rede de transmissão elétrica, entre outros. “Sendo assim, a utilização de alternativas ao uso do fogo deve ser vista como um procedimento relevante quando se busca a realização de atividades agropecuárias com vistas à sustentabilidade ambiental, social e econômica”, diz a legislação.




  • Imprimir
  • E-mail