BANPARÁ BIO 2
Alfabetiza junho

Saldo positivo de empregos em Santarém cai de 265, em fevereiro, para 84 em março, segundo CAGED

Portal OESTADONET - 29/04/2022

Indústria e construção civil mais demitiram do que contrataram

 

Análise comparativa feita pelo Portal OESTADONET, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na noite desta quinta-feira (28), pelo Ministério do Trabalho e Previdência, aponta que o saldo de empregos em Santarém, no Oeste do Pará, apresentou queda, em março deste ano. A variação a menor se dá em comparação ao mesmo período do ano passado e ao mês de fevereiro.

 

Santarém registrou em março, um saldo de 84 vagas, resultado de 1.327 admissões e 1.243 desligamentos. Em fevereiro deste ano foram registradas 1.402 admissões e 1.137 desligamento. Um saldo de 265 vagas.

 

Comparado ao mesmo período do ano passado, os números registrados este ano não são tão animadores: em março de 2021 foram 1.355 admissões e 942 desligamentos.

 

O setor que mais contratou trabalhadores foi o comércio com 548 admissões. Por outro lado, também foi o que mais demitiu: 516. O setor de serviço registrou 541 contratações e 490 demissões. Indústria e construção civil mais demitiram do que contrataram. Ambos ficaram com saldo negativo de menos 15 e 7, respectivamente. 

 

Das 1.327 admissões contabilizadas pelo município no mês passado, o comércio registrou 548, o setor de serviços 541, a indústria 132, a construção civil 80 e o setor agropecuário 26 contratações. Por outro lado, dos 1.243 desligamentos registrados no mesmo período, 516 foram registrados no comércio, 490 no setor de serviços, 109 na indústria, 95 na construção civil e 33 no setor agropecuário.

 

Os dados do Caged apontam que no cenário regional, o Pará teve um saldo positivo de 2.319 vagas em todo o estado, resultado de 33.320 admissões. Neste período foram registrados 31.001 desligamentos. 

 

O Amazonas vem logo a seguir com 1.655, seguido de Tocantins com 1555, Rondônia com 1454 vagas, Amapá com 1222 novos postos de trabalho, Acre com 762 contratações e Roraima com 390 novas admissões neste período.

 

A capital paraense foi responsável pela contratação de 8.474 trabalhadores e 8.024 desligamentos, registrando um saldo de 450 vagas.




  • Imprimir
  • E-mail