Banpara bio maio


Apesar do Brasil possuir duas bases de lançamento de foguetes, satélite brasileiro foi lançado da Índia

Lúcio Flávio Pinto e redação do Portal - 28/02/2021

Amazonia 1, primeiro satélite de observação da Terra operado pelo Brasil - Créditos: Imagem: Reprodução/YouTube/inpemct

O Brasil possui duas bases de lançamento de foguetes, uma em Natal, no Rio Grande do Norte, e outra em Alcântara, no Maranhão. Mas foi da Índia que lançou, à 1h54 deste domingo(29), o primeiro satélite completamente nacional.

 

O Amazônia 1 é o primeiro satélite observação terrestre completamente projetado e operado pelo Brasil. Precisou de oito anos de trabalho intenso de várias equipes para ser concluído, ao custo de 400 milhões de reais.

 

Será o terceiro do sistema Deter, auxiliando na observação e monitoramento do desmatamento na Amazônia, tema de tantas controvérsias dentro e fora do governo (e contra ele).

 

Apesar do grande avanço tecnológico do Brasil no campo aeroespacial, mesmo enfrentando uma resistência que pode ser vista como boicote da cúpula do atual governo, sobretudo do presidente Jair Bolsonaro, o país ainda não conseguiu chegar ao mesmo nível na construção e lançamento nas suas duas bases.

 

Pelo jeito, vai demorar ainda mais do que até agora. Às vésperas do lançamento, o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) suspendeu as bolsas de 107 pesquisadores no instituto por falta de verba. O corte atingiu sete pesquisadores do setor do Amazônia 1, envolvidos nas etapas finais e plano de lançamento, que ficou ameaçado. Para manter a data, a Agência Espacial Brasileira assumiu o custo das bolsas dos pesquisadores ligados ao satélite.




  • Imprimir
  • E-mail