banpara LCI julho 2024
Verão julho

Toque de recolher e lockdown em Manaus; municipios da calha do rio Amazonas adotam barreiras contra Covid-19; Pará barra embarcações amazonenses

Portal OESTADONET - 14/01/2021

O governador Wilson Lima, do Amazonas, decretou toque de recolher em Manaus a partir desta quinta-feira. A medida estabelece confinamento domiciliar de 19h às 06h00.

 

Por decisão da Prefeitura de Manaus a capital amazonense entra em Lockdown.  Somente serviços essenciais como farmácias, hospitais, supermercados e imprensa irão funcionar.

 

As duas medidas adotadas no Amazonas são uma tentativa de frear a proliferação do novo coronavírus. No Pará, o governo do estado fechou a passagem de embarcações vindas de Manaus a partir da dívida entre os dois estados, a partir desta quinta-feira.

 

Os hospitais de Manaus estão lotados por pacientes com Covid-19. Há falta de oxigênio para atender doentes mais graves e os médicos têm que escolher entre os internados os que têm mais chance de sobrevivência.

 

O governo do Amazonas já tinha proibido, esta semana, o transporte fluvial e rodoviário intermunicipal de passageiros. A suspensão dos serviços está estabelecida no Decreto nº 43.277, publicado nesta terça-feira (12), e irá vigorar até 17 de janeiro.

 

O mesmo decreto suspende o funcionamento de marinas para atividades de lazer e o funcionamento de academias, centros de ginástica e estabelecimentos semelhantes, mantendo a autorização apenas de transporte fluvial de cargas - conforme determinação judicial que estabeleceu o fechamento dos serviços não essenciais por 15 dias.

 

As prefeituras de Juruti e Santarém, no oeste do Pará, implantaram barreiras sanitárias. As embarcações que ainda faziam viagens de Manaus para os municípios da região tiveram que submeter os passageiros, no momento do desembarque, à inspeção sanitária, com medição de temperatura e exame clínico para aferição de sintomas gripais.

 

O governo municipal de Juruti adotou como medidas urgentes colocar equipes de saúde no porto hidroviário para controlar a entrada e saída de passageiros. Todos os passageiros de embarcações atracavam no município passam por inspeção sanitária. Além dessas ações, uma tenda foi montada na área externa do Hospital Municipal para triagem de pacientes com suspeita da Covid-19.

 

Em Santarém, um passageiro do ferrybot Fred Willian,  que  faz a linha Manus-Monte Alegre, teve que  desembarcar. O homem foi levado pelo SAMU para a UPA 24h por apresentar sintomas de Covid-19.

 

De acordo com informações da Upa, o paciente recebeu o tratamento devido, foi liberado e deverá cumprir isolamento domiciliar.

 

Em Juruti, os passageiros do ferrybot Fred Willian que desembarcaram também tiveram que passar pela barreira sanitária instalada pela prefeitura local.

 

Na manhã desta quinta-feira, agentes da Vigilância em Saúde estiveram aferindo temperatura dos passageiros oriundos da capital amazonense que desembarcaram no aeroporto Maestro Wilson Fonseca.

 

Em Santarém, de acordo com o último boletim há 13.116 casos confirmados no município. Existem 12.326 pessoas recuperadas, 481 óbitos, 10.329 resultados negativos, 50 análises, 1.875 monitorados e 50.584 monitorados já recuperados.




  • Imprimir
  • E-mail