Banpara energia solar


Mudam regras de remarcação de passagem na pandemia

Folha de São Paulo - 13/08/2020

Desde o último dia 5, passageiros que tiverem voos cancelados por causa da pandemia terão 18 meses para usar os créditos da passagem em outra viagem —antes, o prazo era de 12 meses.

 

Se preferirem o reembolso, o valor deve ser devolvido em até um ano, sem multa e com correção monetária.

 

As novas regras constam na lei 14.034, promulgada na semana passada. O texto parte de uma medida provisória de março, mas sofreu alterações. A norma vale para voos marcados até 31 de dezembro.

 

Outra mudança é que, se a passagem foi parcelada, o passageiro pode pedir a suspensão de vencimentos futuros.

 

Os termos mudam, porém, se for o consumidor que desistir da viagem, mesmo que o motivo seja a Covid-19: caso prefira o reembolso, ele está sujeito às taxas de cancelamento do bilhete.

 

Leia a matéria completa, AQUI, para assinantes.




  • Imprimir
  • E-mail