Banpara recupera crédito


Pará, maior minerador

Lúcio Flávio Pinto - 12/07/2020

Pará recebeu em royalty da mineração: 1,032 bilhão de reais - Créditos: pebinhadeacucar.com.br

O Pará recebeu metade da arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral, o royalty da mineração: 1,032 bilhão em um total de R$ 2,1 bilhões (alta de 1,3%) no primeiro semestre deste ano. Com a receita de Minas Gerais, 2º colocado, os dois Estados concentraram 85,5% da CFEM do Brasil.

 

A primazia paraense decorre de sua condição de nova sede dos principais projetos da Vale, em Carajás. E a consolidação de maior Estado minerador do país, conquistada sobre Minas no primeiro semestre de 2019. Como o minério de ferro respondeu por 75,22% da CFEM no período, a transferência de parte da produção de Minas para Carajás tornará essa posição perene.

 

Com 9,4 bilhões de dólares, ou 9,27% do total, o minério de ferro e seus concentrados ocuparam o 3º lugar no ranking das exportações brasileiras. A queda no valor de venda foi de 3,7% em relação ao primeiro semestre de 2019, mas foi de 10,7% em relação ao volume de 2019.

 

A China comprou 66,10% do minério vendido pelo Brasil,  seguida pela Malásia (para onde a Vale manda minério rico para ser misturado ao pobre), com 8,14%, Japão (4,12%) e Holanda (3,44%).




  • Imprimir
  • E-mail