Banpara bio maio


Linha de Belo Monte é chinesa

Lúcio Flávio Pinto - 29/10/2019

Na visita que acaba de fazer à China, o presidente Jair Bolsonaro entregou à estatal chinesa State Grid Corporation o termo de liberação para operação do empreendimento energético da Xingu Rio Transmissora de Energia S.A. (XRTE), que custou 8,5 bilhões de reais.

 

A entrega, segundo o comunicado oficial divulgado, marca a conclusão das obras da linha de transmissão de energia elétrica entre o Xingu e o Rio de Janeiro, com extensão de 2,5 mil quilômetros, uma das maiores do mundo. Constitui a segunda fase da conexão da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, no Pará, a quarta maior do mundo.

 

O empreendimento “contribui significativamente para o aumento da disponibilidade, capacidade e segurança do sistema elétrico nacional”. Também garante “maior uso de energia limpa e sustentável, impacta positivamente na recuperação dos níveis dos reservatórios da região Sudeste, e reduz as emissões de gás carbônico na atmosfera e o custo operacional do Sistema Interligado Nacional”.

 

A conclusão e operação comercial da extensa linha “consolidam a parceria entre Brasil e China, e, sobretudo, demonstram a grande atratividade do setor elétrico brasileiro para investimentos estrangeiros no país. Signatários”, afirma o memorando de entendimento, assinado por Bento Albuquerque, ministro de Minas e Energia, e por Kou Wei, presidente da State Grid Chin Corporation.




  • Imprimir
  • E-mail