Banpara bio maio
TCE evento STM

Miriam Leitão

Lúcio Flávio Pinto - 20/07/2019

Quando conheci Míriam Leitão, em 1982, eu já acompanhava e admirava o trabalho dela na grande imprensa nacional. É uma mulher de caráter, firmeza de atitudes, trabalhadora, sensível, inteligente e perspicaz, dentre outras virtudes, muito superiores aos seus defeitos. É uma das melhores jornalistas do Brasil, com padrão internacional de qualidade. Orgulho-me de ser seu amigo e colega de profissão. Divirjo dela em vários pontos, passados e presentes, mas tenho a plena convicção de que seríamos mais pobres sem ela.

 

Quem tentar intimidar, desmerecer ou agredir Míriam Leitão estará ameaçando a democracia e o jornalismo. E perdendo seu tempo achando que ela se amedrontará. Sua coragem é uma das outras virtudes que me fazem acompanhá-la até hoje - e a admirá-la. Míriam já é história. Seus agressores bolsonaristas, dessas poeiras fétidas que o tempo levanta e empurra pelo horizonte até dissipá-las e enterrá-las, como se encarrega de fazer a própria história e, simbolicamente, os sempre limpos gatos.




  • Imprimir
  • E-mail